Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Xiaomi lança primeira moto com motor elétrico e a hidrogênio

A Segway APEX H2 tem um design futurista e não conta com cabo de carregamento, bastando cilindros de hidrogênio para abastecer

Xiaomi apresentou seu novo modelo de moto elétrica apostando no visual futurista, com rodas que parecem flutuar. Mas novidade mesmo está no motor híbrido — elétrico e a hidrogênio — feito para aposentar as tomadas de carregamento.

A Segway APEX H2, vendida por US$ 10.700 (cerca de R$ 60 mil), é a primeira motocicleta híbrida a entrar no mercado e, apesar de ser um protótipo, já está disponível para reserva  no site da Segway, montadora de veículos elétricos adquirida pela Xiaomi em 2015.

O motor faz 1 quilômetro por 1 grama de hidrogênio e a alcança 150 km/h. A moto não tem plugue elétrico como as demais do segmento, e para abastecer, é preciso recarregar o cilindro ou trocá-lo por um cheio.

A aposentadoria do plugue de carregamento pode ser um problema, principalmente para viagens longas, já que não é em qualquer lugar que é possível abastecer os cilindros de hidrogênio. E caso o motorista queira levar os cilindros reservas, vai ter um problema para carregá-los consigo.

Mas a Xiaomi tem tempo para pensar em soluções até que os veículos estejam nas ruas. O primeiro deve ser entregue em 2023. As reservas estão disponíveis desde o dia 1º de abril e permanecem pelo menos até o dia 30 deste mês. Mas, por enquanto, apenas para a China.

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas