Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Viveirista de Mâncio Lima participa da Semana Internacional do café em Minas Gerais

_________________Publicidade_________________

O Município de Mâncio Lima está participando da Semana Internacional do Café realizado na cidade de Belo Horizonte. Francisco Romoaldo, viveirista e agrônomo, a convite do Governo do Estado, é o representante do Município no evento.

A Semana Internacional do Café (SIC) é uma das maiores feiras do mundo e o grande encontro de profissionais que tem o objetivo de conectar e gerar oportunidades para toda a cadeia do café brasileiro no acesso a mercados, conhecimento e negócios.

A SIC oferece conteúdo de ponta para os profissionais do setor em palestras, cursos, workshops, competições, provas de café, pesquisas e degustações orientadas. Estar na SIC é se conectar ao que há de mais inovador no mercado de café na troca de conhecimento entre os líderes e gestores do setor.

Com cerca de 80 expositores, a SIC conta com estandes de máquinas agrícolas, marcas de café, especialistas em torra e cafeterias. Além disso, 100 palestrantes vão abordar temas como desafios pós-pandemia, sustentabilidade e mudanças no perfil de consumo no Brasil e no exterior. Francisco Romoaldo é proprietário da Chácara e Viveiro Vó Raimundo, localizada no Ramal do Feijão Insosso, comunidade do Gerinos.

A propriedade de pouco mais de 6,3 hectares, é gerenciada por ele e seu filho, Bruno Oliveira, também engenheiro agrônomo. Ali já foram produzidas mais de 200 mil mudas de café clonal comercializadas em Mâncio Lima e em outros mercados do Estado do Acre. Além da produção de mudas, a chácara produz o grão e o café industrializado pronto para o consumo.

O município de Mâncio Lima tem uma média de 50 produtores de café clonal que totaliza pouco mais de 116 mil pés já plantados. A meta da atual gestão é chegar 2024 com 1 milhão de pés de café plantados, com apoio com técnico, regularização fundiária de terras rurais com expedição de títulos definitivos e aquisição de insumos e implementos agrícolas. Uma saca de café custa hoje R$ 651,99, os preços variam conforme a cotação diária do dólar.

Assessoria de Comunicação Social

Jenildo Cavalcante

Beatriz Monte

Imagens: Francisco Romoaldo

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas