Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vítima da Covid-19, criador dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, Carlos Terena, morre aos 66 anos

_________________Publicidade_________________

Internado há 17 dias em hospital de Brasília, ele não resistiu às complicações da doença. Velório será nesta segunda-feira (14), no cemitério Campo da Esperança.

O criador e coordenador-geral dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, Carlos Terena, morreu aos 66 anos no Distrito Federal. Internado há 17 dias em um hospital particular de Ceilândia, ele não resistiu às complicações provocadas pela Covid-19. O óbito foi confirmado neste sábado (12).

Natural de Aquidauana (MS), Carlos é indígena da etnia Terena. Ele também foi criador do Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas (Conplei) e servidor aposentado da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Carlos Terena será sepultado nesta segunda-feira (14), no cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. A cerimônia fúnebre está prevista para começar às 12h.

Carlos Terena foi idealizador dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas — Foto: Conplei/Divulgação

Carlos Terena foi idealizador dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas — Foto: Conplei/Divulgação

Legado

Em nota, a comissão organizadora dos Jogos lamentou a morte do indígena. “Carlos Terena será sempre lembrado por sua coragem, intrepidez, inteligência e sabedoria ancestral”, disse a entidade.

“Deixa um grande legado de história e companheirismo”, disse a Conplei.

Os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas ocorrem desde 2015. Este ano, entretanto, a competição foi suspensa devido à pandemia de Covid-19.

Carlos Terena considerava a realização dos jogos uma quebra de preconceitos, conforme disse em uma entrevista do Governo do Maranhão, em 2017.

Por G1 DF

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas