Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vereadores de Rio Branco são impedidos pelo MP de entrar no novo prédio da Câmara

_________________Publicidade_________________

Os vereadores de Rio Branco estão na ‘rua da amargura’. Após a polêmica envolvendo a contratação do novo prédio onde a Câmara de Rio Branco será instalada, o Ministério Público do Acre esteve no local e avisou: os parlamentares e todos os servidores do legislativo mirim só poderão entrar no novo espaço após o proprietário regularizar toda documentação do imóvel.

De acordo com o Termo de Habite-se emitido pela Divisão de Obras, Viação e Urbanismo da Prefeitura de Rio Branco, a última vistoria no prédio foi realizada em 8 de janeiro de 1992, ou seja, daquele tempo até hoje nunca mais houve fiscalização no imóvel, que foi alugado por um valor de cerca de 400 mil reais por ano.

A informação sobre o ‘embargo’ do MP foi confirmada na noite desta sexta-feira (30) por um vereador de Rio Branco, que pediu sigilo à sua identidade. “Essa pendenga ai vai demorar muito, tudo porque não estão fazendo a coisa certa. Eu já sabia que o Ministério Público não iria fechar os olhos, porque da maneira como estão fazendo, está errado”, critica.

A reportagem tentou ouvir o presidente da Câmara N. Lima e o vice-presidente, Antonio Moraes, mas eles não atenderam o telefone.

Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas