Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vendendo velas há quase 30 anos em cemitério, acreano diz que ‘crise chegou’ e fez produto ‘aumentar muito’

_________________Publicidade_________________

Vendendo velas há pelo menos 26 anos na entrada do Cemitério São João Batista, em Rio Branco, o autônomo Wendel Morais, de 43 anos, disse em entrevista ao ContilNet, nesta terça-feira (2), Dia de Finados, que a crise economia instalada no país durante o ano de 2021 tem afetado diretamente o seu trabalho.

“Está fraca a venda das velas, pelo menos até agora. As primeiras horas sempre são mais difíceis, mas nesse ano está pior”, explicou o vendedor.

Wendel conta que o preço de um pacote de velas saltou para R$ 5 e tem causado muita reclamão entre os consumidores.

“Até o ano retrasado, vendia pacote de vela por R$ 3. Com R$ 10, a pessoa saía com 3 pacotes. Esse ano, não dá. Consigo fazer 4 pacotes por R$ 20, no máximo. As pessoas têm reclamado, deixado de comprar”, continuou.

Com filhos para ajudar a sustentar, Morais afirma que o lucro não é considerável. Ele chegou ao local ainda pela madrugada para não perder nenhum freguês.

“Não tem sido fácil, mas estamos aqui fazendo o possível, desde a madrugada. Espero que melhore”, concluiu.

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas