Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vendaval derruba árvores, atinge cobertura de supermercado, alaga salas no PS e deixa alguns bairros sem energia em Rio Branco

_________________Publicidade_________________

Pela segunda vez esta semana, um forte temporal atinge a capital acreana, Rio Branco. Nesta sexta-feira (24), a destruição foi muito grande pela cidade. A chuva começou por volta 15h30.

Árvores caíram em vários pontos, entre eles na praça onde funciona o arraial no bairro Cohab do Bosque, parte da cobertura de um supermercado desabou em cima de carros, uma sala do Pronto Socorro da capital ficou alagada, vidros foram quebrados e alguns bairros estão sem energia elétrica.

Vídeo mostra momento em que árvore cai em cima de carro durante tempestade no Acre

Vídeo mostra momento em que árvore cai em cima de carro durante tempestade no Acre

g1 entrou em contato com a Defesa Civil Municipal e foi informado que o órgão está está em atendimentos. Alguns bairros de Rio Branco estão sem energia. A Energisa informou que está fazendo o levantamento das ocorrências

A reportagem também tenta contato com a direção do PS e foi informada que nenhum paciente foi atingido. Os danos ocorreram no prédio novo da unidade e duas duas paredes de vidro foram quebradas. A direção explicou ainda que chegou a entrar água na UTI, mas a situação foi resolvida antes que algum paciente fosse afetado. Já no prédio antigo da unidade, parte do teto foi arrancado e a mobília ficou encharcada.

Sobre o ocorrido no PS, a Carolina Pinho diretora do PS, disse que nenhum paciente foi atingido.

“Salas de emergência e traumas não foram afetadas, onde temos pacientes graves. A parte da parede de vidro é o andar onde tem UTI, mas os pacientes não foram afetados. Porém, entrou água por baixo no chão, escorreu água para dentro da UTI, mas não impactou nos pacientes. Na observação, como o vento foi muito forte, entrou água pelas janelas, mas também não afetou os pacientes, só causou um alvoroço.”

A gerência do supermercado onde parte da cobertura do estacionamento foi atingida disse que ninguém ficou ferido e que foram apenas danos materiais.

O pesquisador da Universidade Federal do Acre (Ufac), Alejandro Fonseca, disse que pode ser estimado que os ventos foram possivelmente de 60 km/h. “Esses ventos que ocorreram nesta sexta são capazes de destelhar casas e derrubar estruturas.”

Parte da estrutura de um supermercado cedeu e alguns carros foram danificados — Foto: Reprodução

Parte da estrutura de um supermercado cedeu e alguns carros foram danificados — Foto: Reprodução

Temporal com granizo

A Defesa Civil municipal registrou 22 ocorrências durante o temporal que atingiu a capital acreana nessa terça (21). A tempestade com granizo e muita ventania, destelhou casas, derrubou árvores e fiação elétrica e causou estragos em vários pontos de Rio Branco.

A chuva começou por volta das 14h40 e em alguns locais se estendeu até a noite. Ao menos oito bairros ficaram sem energia até quase o final da tarde. Conforme a Energisa, o motivo foi a interferência na rede de distribuição causada pelos ventos, queda de árvores e galhos.

Os bairros afetados pela interrupção de energia foram: Nova estação, Conquista, Bairro da Paz, Conjunto Procon, Vila Nova, Santa Quitéria, Alto Alegre e Vila Ivonete. Ainda segundo a Energisa, os clientes dessas regiões tiveram o fornecimento de energia elétrica restabelecido às 16h58 de terça.

A distribuidora de energia informou ainda que, após o temporal, registrou um aumento de 300% no número de ocorrências. Ao todo, 32 equipes realizam os atendimentos emergenciais.

Dados da Defesa Civil apontam que choveu um acumulado de 19,6 milímetros nessa terça e os ventos chegaram entre 40 a 60 quilômetros por hora. O coordenador do órgão, major Cláudio Falcão, informou que a capital estava há cerca de 80 dias sem registrar chuvas volumosas.

“A última vez que aconteceu uma chuva parecida com essa foi dia 29 de junho, então tivemos os meses de julho e agosto sem chuva nenhuma e setembro praticamente sem chuvas também. A previsão é que possa acontecer outros eventos como esse até o final do verão, ou seja, até a metade de outubro, inclusive até mais grave”, informou o major.

Em Cruzeiro do Sul, o forte temporal também deixou estragos. O vento  derrubou a cobertura de um dos hangar do aeroporto em cima de um avião de pequeno porte e de um helicóptero. O piloto do helicóptero estaria dentro da aeronave na hora do temporal, conseguiu sair logo da aeronave e ficou com alguns arranhões.

Temporal com granizo derruba árvores e causa estragos em vários pontos da capital acreana

Temporal com granizo derruba árvores e causa estragos em vários pontos da capital acreana

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas