Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Veículos cedidos à unidades de saúde das vilas para transporte sanitário, não devem fazer serviço de ambulância

_________________Publicidade_________________

Após a reinvindicação de um professor da zona rural em relação a uma ambulância que não estava trazendo pacientes para Cruzeiro do Sul ou para a unidade de saúde da Vila Santa Luzia, a equipe do Juruá Notícias procurou a secretária adjunta de saúde do município, que informou que a Secretaria Municipal de Saúde vai modificar o atendimento feito com o transporte de pacientes realizado na zona rural.

Os veículos não têm autorização do Ministério da Saúde para funcionar como ambulância e sim como transporte sanitário. Com isso, o município não pode mais fazer o transporte de pessoas sem que o veículo ofereça segurança ao paciente com equipamentos e equipe médica. “Ele tem várias portarias e esses carros que foram destinados as vilas, são carros de transportes sanitários. Deixamos bem claro isso para o Ministério da Saúde. Esses carros são destinados a pessoas com agendamentos de exames e pequenos procedimentos. Tudo aquilo que não coloque em risco a vida das pessoas e das equipes. E quero deixar bem claro que só pode funcionar no horário que a atenção básica funciona das sete horas até as 17 horas. A atenção básica não funciona no final de semana.

A secretária ainda relatou que serviços que coloquem em risco à vida, quem faz esse atendimento é o Samu. “Só podemos fazer o transporte para as pessoas que precisam fazer os procedimentos de atendimentos que já estão agendados ou uma cirurgia, ou também alguma fratura que não coloque em risco”.

Valéria Lima ainda frisa que se o município continuar fazendo esse tipo de transporte e aconteça alguma fatalidade com o paciente, tanto a Secretaria Municipal de Saúde será punida pela justiça, quanto os profissionais que estiverem fazendo transporte de forma ilegal do paciente. “Provavelmente os profissionais teriam uma punição judicial e perderiam suas carteiras mediante ao corén”.

Redação Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas