Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Varejo do Acre cresce com avanço da vacina e cuidados sanitários

_________________Publicidade_________________

O comércio brasileiro registrou, neste ano, o pior junho desde 2002, segundo dados divulgados na quarta-feira, 11 de agosto, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No Acre, no entanto, comércio tem apresentado bons resultados, segundo avaliação do consultor da Fecomércio, Egídio Garó. O volume de vendas foi 19% maior no sexto mês de 2021 do que o verificado em maio, com acúmulo de 15,3% desde janeiro.

Segundo Garó, o volume de vendas no varejo ampliado, que contabiliza o setor de peças e automóveis, diminuiu um pouco com relação ao mês anterior, no Acre. “Mas também apresentou resultado positivo, com uma variação de 21.3%, acumulando ao longo do ano, 19,5%. Além disso, a receita nominal de vendas no varejo restrito apresentou uma variação positiva de 32,9%, indicando uma pequena recuperação ao longo do ano, considerando janeiro a junho, de 24%. No varejo ampliado, a receita nominal de vendas do mês teve uma variação de 35,7%, mantendo a tendência de recuperação”, explicou.

Para o consultor, os resultados obtidos ao longo dos últimos três meses são reflexo de uma maior atividade econômica comercial no Estado. “Promovida pela vacinação, medidas de prevenção e distanciamento, tendendo a manter-se estável ao longo dos próximos dois meses, mesmo com os impactos da alta inflacionária que assola o país”, observou.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas