Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vacinas da Pfizer e Moderna são ‘altamente eficazes’ no controle da Covid após 1ª dose, aponta estudo do CDC

Segundo análise de dados de vacinação de profissionais da linha de frente pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, o risco de infecção caiu 80% após a primeira dose.

As vacinas da Pfizer/BioNTech e Moderna se mostraram “altamente eficazes” no controle da Covid-19 logo após a aplicação da primeira dose, segundo um estudo publicado nesta segunda-feira (29) pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

Os pesquisadores do principal órgão de saúde norte-americano analisaram os dados de vacinação dos profissionais da linha de frente, e concluíram que em condições “de vida real”, o risco de infecção caiu 80% após a primeira dose.

A análise preliminar aponta também que a efetividade da vacina na proteção contra a infecção pelo coronavírus chega a 90% quando as duas doses foram aplicadas.

Resumo do estudo:

  • 3.950 pessoas se voluntariaram, nenhuma delas tinha histórico de infecção pelo Sars-Cov-2
  • 2.479 (62,8%) receberam duas doses da vacina do tipo mRNA (genética)
  • 477 (12,1%) receberam apenas uma dose de vacina do tipo mRNA
  • Todo o estudo acompanhou 13 semanas de vacinação (dezembro – março)
  • O diagnóstico das infecções foi feito por meio do teste RT-PCR

“Este estudo mostra que nossos esforços para uma vacinação nacional estão funcionando”, disse em nota a diretora do CDC, Rochelle Walensky.

Infográfico mostra como funciona uma vacina genética — Foto: Arte G1

Infográfico mostra como funciona uma vacina genética — Foto: Arte G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas