Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vacina Astrazeneca é a que mais notifica suspeita de eventos adversos leves no Acre

_________________Publicidade_________________

Desde que começou a campanha de vacinação contra Covid-19, a secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) tem acompanhado a notificação de alguns casos suspeitos de eventos adversos leves após a vacina, que são os efeitos colaterais. Em todo o Acre, há 607 dessas notificações.

A Farmacovigilância ativa em 21 municípios do Acre informa que apenas Manoel Urbano não notificou nenhum caso. A vacina contra SARS-COV-2, que têm apresentado números em notificação de eventos adversos pós-vacinais com mais frequência refere-se ao Laboratório Astrazeneca/ Oxford/Serum India/Fiocruz, com 73%, enquanto que a Sinovac/Butantan possui 27% das notificações.

As autoridades de saúde garantem que frente à introdução de novas vacinas ou em situações de pandemia, para a qual se está produzindo vacinas de forma acelerada, é de se esperar a ocorrência de elevado número de notificações de eventos adversos pós-vacinação (EAPV).

Todos os eventos, não graves ou graves, compatíveis com as definições de casos, são notificados no e-SUS, disponível no link https://notifica.saude.gov.br/. Todas as manifestações referidas até o momento no Acre tratam-se de Eventos Leves (EANG – Eventos Adversos Não Graves), ou seja, eventos já esperados, como dor de cabeça, náusea, diarreia, mialgia, calafrios, perda de apetite, tosse, artralgia, prurido, rinorreia, congestão nasal e inchaço no local da vacina, febre, reação alérgica, tontura, dor abdominal, dor nas costas, entre outras.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas