25 de maio de 2022   |   05:15  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Transporte no Brasil vai colapsar, diz Chorão, líder de caminhoneiros

Valor do diesel vendido pela Petrobras às refinarias subiu 8,86% na terça-feira (10/5). Caminhoneiros estudam promover ato contra a estatal

_________________Publicidade_________________

Líder dos caminhoneiros durante as manifestações de 2018, Wallace Landim, o Chorão (foto em destaque), afirmou, em conversa com o Metrópoles, que o transporte no Brasil vai colapsar.

Na terça-feira (10/5), a Petrobras elevou o preço do diesel vendido às refinarias em 8,86%. O valor médio do combustível passou de R$ 4,51 para R$ 4,91, segundo a empresa.

“O transportador está parando naturalmente. O transporte vai entrar em colapso. Não consegue repassar tudo, mas alguma parte repassa, e isso vai para os supermercados”, afirmou Chorão, que também é presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava).

O caminhoneiro virá a Brasília nesta quinta-feira (12/5) para conversar com parlamentares, em busca de uma solução.

Na última segunda-feira (9/5), Chorão indicou que a categoria estuda a possibilidade de promover um ato contra a estatal. “Vimos o último posicionamento do Bolsonaro pedindo para a Petrobras abaixar o preço do combustível. A gente viu o presidente indignado. Então, ele está pedindo para o povo ir para a rua e pressionar a Petrobras?”, questionou.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar duramente a empresa na última quinta-feira (5/5).

Durante transmissão ao vivo nas redes sociais, o chefe do Executivo federal disse que é um “crime” e um “estupro” a empresa ter um lucro “abusivo” em períodos de crise. “Faço um apelo: Petrobras, não quebre o Brasil”, suplicou o mandatário, aos gritos.

O Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Espírito Santo (Sindicam-ES) anunciou que os caminhoneiros autônomos do estado entrarão em greve a partir da 0h01 da quarta-feira (11/5).

Já a Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) afirmou que, após o aumento no preço do diesel anunciado pela petrolífera, “é necessária uma ação conjunta de todos os setores que dependem do combustível para o exercício da sua atividade econômica”.

Por Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS