14 de agosto de 2022   |   11:10  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Trabalhadores já podem simular saldo disponível do FGTS para investir na Eletrobras

Valor mínimo para a aplicação é de R$ 200,00 por trabalhador, sendo possível utilizar até 50% do saldo disponível na conta do FGTS.

_________________Publicidade_________________

A Caixa Econômica Federal informou, neste sábado (28), que todo trabalhador residente e domiciliado no Brasil, que possui conta vinculada ao FGTS, ativa ou inativa, já pode simular o saldo disponível para aplicação em Fundos Mútuos de Privatização (FMPs) da Eletrobras.

Segundo o comunicado do banco, as reservas de saldo poderão ser feitas entre os dias 03 e 08 de junho junto à instituição administradora escolhida e autorizada pelo trabalhador.

O valor mínimo para a aplicação é de R$ 200,00 por trabalhador, sendo possível utilizar até 50% do saldo disponível na conta do FGTS.

As condições para desestatização da empresa e previsão de aplicação de recursos da conta FGTS em FMP foram aprovadas pela Resolução nº 203/2021 do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos.

Os procedimentos e regras de utilização para os trabalhadores e administradoras que tenham interesse em operar com FMP-FGTS estão contidas no Manual Operacional de Aplicação de FGTS em Fundos Mútuos de Privatização, disponível através do link, na pasta FGTS Manuais e Cartilhas Operacionais.

Capitalização da Eletrobras

No último dia 18, o Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou por maioria a continuidade do processo de capitalização da Eletrobras, em que a União deixará de controlar a maior parte do capital acionário da estatal. Foram 7 votos favoráveis e um contra, do ministro Vital do Rêgo.

O julgamento no TCU envolveu a segunda parte da análise da capitalização, referente à modelagem do procedimento. Em fevereiro deste ano, o órgão já havia aprovado as estimativas do valor movimentado pelo processo, na casa dos R$ 67 bilhões.

Por CNN Brasil

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS