Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Terceirizados do Depasa estão há mais de 60 dias sem receber

_________________Publicidade_________________

Cerca de 17 agentes de portaria contratados por uma empresa terceirizada e que prestam serviços ao Departamento de Água e Saneamento do Acre (Depasa), denunciaram nesta terça-feira, 6, que estão há mais de 60 dias sem receber seus salários. Com dificuldades para pagar as contas, os profissionais alegam extrema necessidade em quitar aluguel e comprar alimentos.

“Nós resolvemos denunciar para que alguém faça alguma coisa pela gente. Não é justo trabalhar e não receber. A empresa diz que não recebeu, outros dizem que o Depasa já pagou e a gente fica no meio dessas conversas sem ter nenhuma previsão de quando vai receber”, afirma um servidor.

A reportagem  procurou tanto a empresa terceirizada Di Paula, como o Depasa para saber o motivo do atraso de salários. O motivo real é a morosidade em cumprir o decreto de 2016 que rege o funcionamento das empresas terceirizadas no Acre e diz que a empresa só pode receber do governo se tiver uma conta vinculada. Essa conta é para onde vão os recursos que são usados para pagamento de férias, décimo terceiro salário, encargos previdenciários e pagamento de multa sobre o saldo do FGTS na demissão sem justa caus, ou seja, é a garantia de que o servidor vai receber seus direitos trabalhistas.

Via-Ac 24 horas

A obrigação da conta vinculada apesar de existir há 5 anos passou a ser exigida por meio de uma portaria assinada pelo governador Gladson Cameli no mês de maio. “É um problema que o Depasa e nós estamos enfrentando juntos. Essa conta não existia, mesmo sendo de 2016. Para que a gente tenha essa conta vinculada é preciso passar por alguns trâmites dentro do Depasa, o que já está acontecendo, que o órgão manda esse pedido de abertura de conta ao banco. Todas as empresas terceirizadas estão passando por isso”, afirma Marcos Roberto, gerente da empresa terceirizada.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas