Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Terceirização gera mais de 30 mil empregos no Acre, afirma sindicato da categoria

_________________Publicidade_________________

O Sindicato das Empresas de Asseio, Limpeza, Conservação, Trabalho Temporário e Serviços Terceirizáveis do Acre (Seac-AC) estima que atualmente no estado cerca de 30 mil pessoas estão empregadas por meio de terceirização. A modalidade empregatícia é uma tendência mundial no mercado de trabalho.

Em termos simples, a terceirização ocorre quando uma empresa ou órgão público contrata uma outra empresa para que esta realize um serviço específico dentro do processo produtivo do contratante. Para a auxiliar financeira, Silmara Rodrigues, trabalhar dentro desse regime lhe permitiu conseguir seu primeiro emprego com carteira assinada. Em 2019, ela foi contratada na Agência de Serviços do Acre (ASA) para prestar serviços de limpeza em uma escola e cresceu profissionalmente dentro da empresa.

“Eu trabalhava em uma padaria, sem carteira assinada, sem direitos, por isso comecei a procurar um novo emprego. Aos 19 anos ingressei na ASA para prestar serviços de limpeza por meio período. Quando não estava trabalhando, aproveitava para estudar e fazer cursos de especialização. Depois fui trabalhar no arquivo, agora estou na função de auxiliar de financeiro. Ainda continuo estudando, hoje faço faculdade de contabilidade”, relata.

Silmara_Rodrigues_1.png

De acordo com o empresário Jerbert Nascimento, quando uma instituição transfere a realização de um serviço, isso não significa perda de qualidade, mas uma forma de atender todas as demandas sem gerar sobrecarga. Outra vantagem é a especialização do serviço. “Trabalhamos muito com serviços auxiliares e operacionais como limpeza e portaria. Focamos em um trabalho específico, assim nos especializamos nessa área, oferecemos um serviço de eficiência. Portanto, a terceirização traz qualidade nos serviços prestados.” explica Jebert.

Para o empresário, a terceirização gera oportunidades no mercado de trabalho com carteira assinada, principalmente para aqueles que estão à procura do primeiro emprego, por serem serviços que não precisam de uma formação superior. “Oferecemos capacitação na área em que o empregado vai atuar e também incentivamos que eles procurem se especializar e fazer mais cursos”, afirma.

A assistente de Recursos Humanos, é exemplo do crescimento profissional citado pelo empresário. Ao ingressar em uma empresa terceirizada, ela foi lotada no serviço de limpeza. Após buscar capacitação, ingressou na equipe de arquivo e depois RH. “Agora faço faculdade e continuo estudando para alcançar melhores resultados no desempenho das minhas funções”, explica a trabalhadora.

Via – Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas