18 de maio de 2022   |   18:47  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Taxa de ocupação de leitos de UTI/Covid-19 no Acre é de 10%, entre 4 a 25 abril, diz Fiocruz

_________________Publicidade_________________

O Boletim Covid-19 divulgado pela Fiocruz revelou que entre os dias 04 e 25 de abril a taxa de ocupação dos leitos UTI no SUS destinados aos pacientes adultos com o novo coronavírus, no Acre, foi de 10%.

A autarquia enfatizou que neste momento da pandemia no Brasil, as taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19/SRAG para adultos no SUS deixam de ser um indicador significativo. “De forma geral, se observa a manutenção de taxas baixas, apesar de contínua redução de leitos, e já se verifica a retirada do indicador ou dados para calculá-lo em painéis/boletins de estados como Minas Gerais e Paraná”.

“Entre as capitais com taxas divulgadas (18 do total), Fortaleza (60%, com 15 leitos) e Goiânia (74%, com 31 leitos), apresentaram taxas iguais ou superiores a 60%. Nas demais, as taxas foram inferiores a 60%: Rio Branco (0%), Manaus (16%), Boa Vista (0%), Macapá (0%), Palmas (31%), São Luís (0%), Natal (estimativa de 29%, sendo 13% por Covid-19), João Pessoa (6%), Maceió (43%), Salvador (18%), Vitória (16%), Rio de Janeiro (59%, sendo somente 3,8% por Covid-19 ou pós-Covid), São Paulo (25%), Curitiba (0%), Campo Grande (16%) e Brasília (19%)”, informa o boletim.

Também no documento, a entidade ressalta a necessidade dos estados manterem as campanhas de vacinação. “A vacinação, que tem sido fundamental na redução de casos de Covid-19, também é especialmente importante na redução de casos que requerem assistência de alta complexidade. Deve continuar sendo fortemente estimulada, o que envolve o aumento da cobertura da população com os esquemas preconizados e redução nas desigualdades de cobertura hoje vigentes no país”, enfatiza.

Com informações Acre News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS