Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Talibã proíbe o uso de moedas estrangeiras no Afeganistão

Medida do regime visa combater o uso de dólares americanos, que é comum nos mercados do país. Em áreas de fronteira, como na com o Paquistão, a moeda do país vizinho também é bastante usada.

_________________Publicidade_________________

O Talibã proibiu o uso de moedas estrangeiras dentro do Afeganistão, informou o regime por meio de um porta-voz na terça-feira (2).

A medida visa combater o uso de dólares americanos, comuns nos mercados do país, mas que já é apontada pela imprensa especializada como perigosa em um pais à beira do colapso.

“A situação econômica e os interesses nacionais do país exigem que todos os afegãos usem a moeda afegã em todas as suas transações”, disse o porta-voz em um comunicado.

Em áreas de fronteira, como na com o Paquistão, a moeda do país vizinho também é bastante usada. Desde a saída das tropas estrangeiras, o Afeganistão enfrenta uma forte crise.

Na semana passada, o Talibã anunciou a criação de um programa para distribuir trigo – e não dinheiro – para combater a fome em troca de trabalho.

Bilhões de dólares congelados

O Talibã assumiu o controle do Afeganistão com velocidade surpreendente, mas parece improvável que o grupo extremista tenha acesso rápido à maioria dos ativos do Banco Central do país.

O comunicado financeiro mais recente mostra que o Banco Central afegão detém cerca de US$ 10 bilhões em ativos (mais de R$ 50 bilhões na cotação atual), segundo a agência de notícias Reuters.

O valor inclui US$ 1,3 bilhão (R$ 6,8 bilhões) em reservas de ouro e US$ 363 milhões (R$ 1,9 bilhão) em reservas cambiais, com base na cotação de 21 de junho (data do relatório).

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas