Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Taiwan diz que China mente sobre o acesso da OMS à ilha

Os Estados Unidos e o G7 pedem que a ilha participe da Assembleia Mundial da Saúde, que se reúne a partir de 24 de maio

_________________Publicidade_________________

O ministro das Relações Exteriores de Taiwan criticou o que chamou de “mentiras descaradas” da China nesta terça-feira (11) em uma disputa crescente sobre Pequim bloquear a ilha da  Organização Mundial de Saúde (OMS), dizendo que a China claramente não se importava com o povo de Taiwan.

Os Estados Unidos e o G7, grupo dos países economicamente mais poderosos do mundo, pediram que Taiwan, reivindicado pelos chineses, mas democraticamente governado, participe do órgão de tomada de decisões da OMS, a Assembleia Mundial da Saúde, que se reúne a partir de 24 de maio.

Taiwan foi excluída da maioria das organizações globais, como a OMS, por causa das objeções da China, que considera a ilha uma de suas províncias – não um país.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse nesta segunda-feira (11) que “arranjos apropriados” foram feitos para a participação de Taiwan nas questões globais de saúde e que ninguém se importava mais com o povo de Taiwan do que o governo chinês.

“Mentiras descaradas. Só serve para mostrar que o PCC [Partido Comunista da China] não pode dizer a verdade”, disse o ministro das Relações Exteriores de Taiwan, Joseph Wu, no Twitter, referindo-se ao partido que governa a China.

“Depois do que Pequim fez a Xinjiang, Tibete e Hong Kong, nenhuma pessoa sã acreditaria que poderia cuidar das necessidades de saúde de Taiwan ou não”, acrescentou Wu. “Graças a Deus não estamos sob o controle da China! Por favor, ajude-nos a mantê-lo à distância.”

Wu disse que o Partido Comunista da China não pode afirmar que fala em nome de Taiwan, pois nunca o governou e apenas o governo democraticamente eleito da ilha pode representar seu povo.

Em Pequim, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês Hua Chunying disse que a culpa recai sobre o Partido Progressista Democrático (DPP) de Taiwan por se recusar a aceitar que a ilha seja parte da China.

O presidente da China, Xi Jinping
O presidente da China, Xi Jinping, destacou políticas ambientais do país na Cúpula de Líderes sobre o Clima

“As autoridades do DPP sabem disso muito bem. Os compatriotas de Taiwan são nossa carne e sangue. O governo central chinês toma todas as medidas necessárias para garantir a saúde e o bem-estar dos compatriotas de Taiwan”, acrescentou.

Embora a OMS coopere com os especialistas técnicos de Taiwan no enfrentamento à pandemia de Covid-19, cabe aos estados-membros o convite para Taiwan para observar a reunião da OMS, disse o principal oficial jurídico da OMS, Steve Solomon, nesta segunda-feira (10)

A China pode facilmente encurralar um número suficiente de países para apoiar o bloqueio de Taiwan na Assembleia Mundial da Saúde, de acordo com diplomatas. 

(Reportagem de Ben Blanchard; reportagem adicional de David Kirton em Pequim; edição de Robert Birsel)

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas