2 de julho de 2022   |   12:20  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Super-relâmpago atinge base de foguetes da Nasa nos EUA

Embora o evento tenha sido 'o mais poderoso já registrado' no Centro Espacial Kennedy, da agência espacial, missão lunar não foi prejudicada.

_________________Publicidade_________________

A Nasa, a agência espacial norte-americana, divulgou nesta semana que um relâmpago de intensidade recorde atingiu um dos seus complexos de lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, enquanto o foguete da missão Artemis I estava estacionado no local (veja foto abaixo).

Apesar da intensidade do fenômeno, o evento não causou danos para o Sistema de Lançamento Espacial (SNL, na sigla em inglês) da missão nem para a cápsula Orion, que estavam no complexo para uma fase de testes.

Tudo isso teria ocorrido no começo de abril deste ano, quando o relâmpago atingiu o sistema de proteção contra raios do complexo 39B.

Um relâmpago é registrado no Complexo de Lançamento 39B, no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida, em 2 de abril de 2022. — Foto: NASA
Um relâmpago é registrado no Complexo de Lançamento 39B, no Centro Espacial Kennedy da NASA, na Flórida, em 2 de abril de 2022. — Foto: NASA

“Houve uma tremenda quantidade de energia que foi transferida por este evento”, disse o chefe de tecnologia Carlos Mata, que projetou o sistema para a NASA.

Após mais de 30 milissegundos, ainda tínhamos quase 3.000 amperes que estavam fluindo pelo solo. Este evento em particular cai nessa pequena porcentagem – menos de 1% – que você simplesmente não espera que aconteça”, acrescentou o especialista.

A Nasa explica que, a título de comparação, as nossas linhas de transmissão de alta tensão geralmente transportam menos de 3.000 amperes para alimentar cidades inteiras.

“Quando começamos a analisar os dados e percebemos que o sistema fez o que o tínhamos projetamos para fazer, acho que não consigo descrever como me senti, sabendo que não decepcionamos ninguém, que fizemos nossa devida diligência, e fizemos certo”, completou Mata.

A missão Artemis, para a Lua, vai usar o foguete SLS. — Foto: NASA
A missão Artemis, para a Lua, vai usar o foguete SLS. — Foto: NASA

No próximo sábado, 18 de junho, a Nasa deve iniciar mais uma fase de testes da Artemis I. Segundo a agência, na ocasião, as equipes de lançamento vão ensaiar operações para carregar os tanques do foguete, irão realizar uma contagem regressiva completa de teste, entre outros procedimentos técnicos.

A expectativa é que a cápsula Orion da primeira missão da Artemis, que não será tripulada, seja lançada no segundo semestre deste ano.

Por g1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS