Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Sucesso entre crianças, ‘Pop it’ vira alvo de críticas de conservadores; psicóloga explica que as cores não influenciam em gênero e sexualidade

_________________Publicidade_________________

O brinquedo Pop it se tornou uma febre entre as crianças e adolescentes ao longo deste ano. Este assunto, inclusive, já foi tema de um outro episódio do Segue o Fio (veja neste link). O brinquedo, que também é considerado antiestresse, passou a ser alvo de críticas em vídeos produzidos por conservadores. Segundo eles, o Pop it é colorido em referência à bandeira da comunidade LGBTQIA+.

Renally Xavier de Melo, psicanalista especializada em crianças e adolescentes e professora de pós-graduação, e explica que a percepção de gênero das crianças é diferente da que é tida pelos adultos, porque elas ainda não assimilaram a construção social. Além disso, ela afirma que o universo infanto-juvenil é mais colorido que o dos adultos.

“Tem algo das cores que é chamativo e que a criança se interessa. Quanto mais criativo, mais a criança se direciona para isso. E a cor é a cor, o que estão fazendo da cor é outra coisa. Rosa, vermelho, roxo… todas essas cores podem ser um arco-íris como também pode ser qualquer outra coisa que queiram nomear. Quem está interpretando essas cores?”

Segundo ela, não existe uma relação direta entre a influência das cores e a sexualidade e gênero das crianças.

“A gente não tem como dizer que isso vai dar isso, porque o ser humano é muito complexo pra gente fazer essa relação tão direta. Então, fiquem em paz, usem seus brinquedos, suas cores e suas formas.”

A Renally também comenta que, independente da idade, é importante que as pessoas se permitam brincar. Seja com o Pop it ou qualquer outro brinquedo.

“Eu acho que todo mundo tem que se permitir brincar. Se vai ser com esse brinquedo ou não [tanto faz], mas a gente precisa brincar. Senão, a vida fica muito dura. Senão, fica um estresse absoluto. Feliz é o adulto que consegue se permitir brincar.”

Veja restrições

Pop it: o brinquedo que virou febre das crianças — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Pop it: o brinquedo que virou febre das crianças — Foto: Marcos Serra Lima/G1

pop it é considerado um item da categoria ‘fidget toys”, que traduzido do inglês significa brinquedo para inquietação. Ou seja, são usados para relaxar e acalmar.

A experiência com o brinquedo deve ser exclusiva. A pessoa não deve estar fazendo outra atividade – como ver TV – enquanto estiver brincando para evitar uma “confusão sensorial”.

“Nós temos uma confusão sensorial. Está entrando informação pelos olhos, pela audição e pelo tato. Não é muito adequado. O ideal é utilizar os pop its e não estar na TV ou tablet ou ouvindo música. Ao manipular o brinquedo, a criança entra num estado de concentração e vai promover o desenvolvimento cognitivo. O ideal é que o brinquedo seja usado quando ele for único na experiência”, disse Cristina Borsari.

Pop it: o brinquedo que virou febre das crianças — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Pop it: o brinquedo que virou febre das crianças — Foto: Marcos Serra Lima/G1

Como se inscrever

Para seguir o g1 no YouTube é simples, basta clicar neste link.

Ou você ainda pode acessar o canal do g1 no YouTube. Fazer o login e clicar no botão inscrever-se que fica no topo da página no lado direito.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas