8 de agosto de 2022   |   00:02  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Sobe para 122 o número de mortos em Pernambuco; buscas continuam

Atualização foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros, que informou ter encontrado as pessoas que estavam desaparecidas nos bairros do Ibura e do Curado IV

_________________Publicidade_________________

Sobe para 122 o número de mortos no Estado de Pernambuco em decorrência de enxurradas e deslizamentos de terra, provocados por fortes chuvas nos últimos dias. A equipe de reportagem da Jovem Pan apurou com o Corpo de Bombeiros que mais dois corpos foram encontrados, um deles por volta das 22h30 da última quarta-feira, 1º de junho, em Vila dos Milagres, no bairro do Ibura, e o outro na manhã desta quinta-feira, 2, no bairro do Curado IV, ambos no Recife. Ainda segundo a corporação, as buscas neste momento estão concentradas em encontrar apenas mais uma vítima de deslizamento de barreira na comunidade do Areeiro, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR). Não há informações oficiais ainda sobre um último desaparecido em Paratibe, no município de Paulista.

Apesar da atualização do Corpo de Bombeiros, o último boletim de informações oficial do Estado, divulgado pela Defesa Civil de Pernambuco, informou na noite de quarta que o número de mortos era de 120 pessoas; os desabrigados totalizavam 7.312, distribuídos em 66 abrigos por 27 municípios; e quatro desaparecidos estariam sendo procurados. “As buscas por desaparecidos em deslizamentos continuam na Vila dos Milagres, no Curado IV e na comunidade do Areeiro, em Camaragibe. Uma pessoa levada pela enxurrada em Paratibe, Paulista, permanece sendo procurada por mergulhadores do Corpo de Bombeiros e da Marinha do Brasil”, apontava o documento. Com a atualização dos Bombeiros, não há informações ainda sobre a pessoa desaparecida em Paratibe, em Paulista. Os dados divulgados até o momento já fazem desta a segunda maior tragédia da história de Pernambuco, atrás apenas da ocorrida em 1966, quando enchentes deixaram 166 mortos.

Jovem Pam

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS