Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Será que o mundo e a mídia darão a mesma atenção para os Jogos Paralímpicos de Tóquio?

_________________Publicidade_________________

        Já estamos quase nos despedindo dos Jogos Olímpicos e nesses dias todos eu vi a empolgação mundial e a mídia inteira cobrindo cada passo de todas as modalidades que um dos maiores eventos esportivos acabou trazendo. E aí, acompanhando essa conjuntura veio até mim alguns questionamentos, como: "Será que o mundo e a mídia darão a mesma atenção para as Paralimpíadas"? "Será que os canais televisivos substituirão suas programações para a transmissão dos Jogos"? "E será que todos iremos viver as Paralimpíadas com a mesma intensidade que vivemos as Olímpiadas?" 

        Espero que sim! Porque, tanto as Olímpiadas quanto as Paralimpíadas possuem o mesmo nível de importância e valor dentro da sociedade. 

        Contudo, as Paralimpíadas em si são uma das peças fundamentais que possibilitam grande visibilidade para os esportes paralímpicos e inclusão social. Elas, além de incentivar outras pessoas com deficiência a se conectarem com alguma modalidade esportiva, têm como objetivo valorizar em maior escala os atletas com deficiência e mostrar a sua atuação nas competições, independente do biótipo ou deficiência. Esse ano, no entanto, esse megaevento terá mais de 15 modalidades para serem disputadas e irá acontecer em Tóquio (Japão), entre os dias 24 de agosto e 05 de setembro. 

        Apesar de carecer ainda muito incentivo e apoio, ao longo dos anos, o movimento paralímpico vem se fortalecendo muito. E a cada edição das Paralimpíadas, diversos atletas com deficiência têm brilhado e alcançado maravilhosos resultados. Dentre alguns nomes estão: Daniel Dias e Terezinha Guilhermina. 

        Falado isso, anseio que todos acompanhem com muita intensidade e vibração os Jogos Paralímpicos de Tóquio. Eu que faço parte desse meio, sei o quanto é importante ter esse reconhecimento da sociedade e, além disso, ter gente nos mandando sempre boas energias é uma das melhores coisas dentro das competições. Portanto, não percam as Paralimpíadas! Procurem conhecer e entender esse movimento que faz tanto bem às pessoas com deficiência, porque essa é a hora mais oportuna. 

        E, à nossa Delegação Brasileira muito sucesso e conquistas! 

Ritinha Andrade

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas