14 de agosto de 2022   |   09:53  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Segurança do Circo Pepa é acusado de espancar garotos a chutes e pauladas no Acre

Meninos pularam cerca para tentar assistir sessão sem pagar e acusam funcionário de agressão.

_________________Publicidade_________________

A dona de casa Cristiana Silva Saldanha, de 37 anos, moradora do município de Mâncio Lima, no interior do Acre, denunciou que um segurança do Circo Pepa, que está montando na cidade, agrediu na noite dessa quarta-feira, 6, seu filho de 14 anos e um amigo dele. Os dois teriam tentado entrar no circo sem pagar, mas foram pegos pelos funcionário, que teria agredido e obrigado a dupla a pular a cerca de volta.

“Sei que ele não fez certo, mas isso não era motivo para baterem no meu filho com um pau e com chutes porque ele tem família. Era só terem tirado eles de lá ou chamar os pais, mas não bater. Além dos machucados, ele sentiu dores no estômago e fomos no Hospital. Ele nem foi pra aula porque está com dores. Nós já demos parte na Delegacia e meu filho fez exame de Corpo Delito”, contou a mãe mostrando fotos das marcas no corpo do filho.

A representante do Circo, Lauriene Matos, disse que só soube do fato nesta quinta-feira, 7, e que o segurança foi demitido. Ela pede desculpas à família e aos moradores de Mâncio Lima. “Queremos pedir desculpas aos familiares e dizer que isso foi um caso isolado, com o qual não concordamos. Iremos prestar o apoio necessário para a família. O circo é lugar de alegria e de crianças. Venham nos assistir”, pediu.

O delegado José Obetânio disse que o caso é investigado e que todos serão ouvidos.

Por Sandra Assunção do AC 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS