Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Saúde busca aprimorar ações do Estado e discute ajustes finais para habilitar UPA de Cruzeiro do Sul junto ao SUS

_________________Publicidade_________________

SECOM

A secretária adjunta da Secretaria de Saúde do Estado do Acre, Adriana Lobão, participou nesta quarta-feira, 24, em Brasília, de intensa agenda do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), discutindo temas para o aprimoramento das ações de saúde no Estado. Já na manhã desta quinta-feira, 25, Lobão manteve reunião com o chefe da Representação do Estado do Acre em Brasília, Ricardo França, para definirem pautas de interesse do Estado no Ministério da Saúde.

Reunião teve o objetivo de definir pautas de interesse do Estado no Ministério da Saúde.Foto: Cedida.

Entre os temas abordados durante a reunião do conselho, Adriana Lobão destacou como de extrema relevância para o estado, tendo em vista ações para 2022, análises e julgamentos sobre os gastos durante a pandemia; lançamento da Rede Colaborativa de Escolas de Saúde Pública e a discussão sobre a Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária à saúde.

UPA Cruzeiro do Sul

Na reunião com o representante do Acre, Ricardo França, Adriana Lobão discutiu os ajustes finais para que o Ministério da Saúde habilite a Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Cruzeiro do Sul junto ao Sistema Único da Saúde (SUS). A secretária solicitou que a equipe técnica da representação faça o acompanhamento do processo junto ao Ministério da saúde, tendo em vista que a documentação necessária para análise já foi entregue no setor competente.
Outro assunto considerado da máxima importância pela secretária é a liberação para execução da emenda de bancada de 2015, no valor de R$ 9 milhões, destinados à saúde.

Na reunião com o representante do Acre, Ricardo França, Adriana Lobão discutiu os ajustes finais para que o Ministério da Saúde habilite a UPA de Cruzeiro do Sul junto ao Sistema Único da Saúde (SUS) Foto: Cedida.

“Precisamos com urgência da liberação dessa emenda para que o programa de combate à Covid em 2022 seja feito da melhor maneira possível. Esse valor já está definido e falta somente a liberação pelo Ministério da Saúde para aplicarmos no Acre”, disse a secretária adjunta.

Ricardo França, por sua vez, colocou toda a estrutura da Representação em Brasília para trabalhar os interesses da pasta junto aos órgãos federais. “Sabemos da dificuldade no contato remoto com os órgãos federais. Colocamos-nos à disposição de todas as secretarias para agirmos na liberação dos recursos e projetos em prol do estado. Somos o braço estendido do Acre em Brasília”, frisou França.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas