Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Saiba quais são os maiores vilões da conta de luz nos lares brasileiros

Geladeira, chuveiro, aquecedor e ar-condicionado têm maior peso no gastos com energia elétrica, segundo levantamento realizado pelo Idec, a pedido do G1. Veja simulações de consumo por aparelho elétrico.

_________________Publicidade_________________

Geladeira, chuveiro, aquecedor e ar-condicionado são os vilões da conta de luz nos lares brasileiros e passaram a pesar ainda mais no orçamento após o aumento da bandeira tarifária vermelha patamar 2, cuja cobrança extra passou de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100kmh consumidos — uma alta de 52%.

De acordo com simulação realizada pela Plataforma Clima e Consumo do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) com 11 equipamentos elétricos a pedido do G1, a geladeira frost free é o eletrodroméstico que mais consome energia (56,88 kWh/mensal) porque precisa ficar ligada 24 horas.

Vilões da conta de luz no Brasil — Foto: G1

Vilões da conta de luz no Brasil — Foto: G1

Na bandeira verde, uso do refrigerador por um mês geraria um gasto de R$ 37,34. Na bandeira vermelha reajustada, por sua vez, o valor subiu para R$ 39,19.

Gastos com banho também não ficam para trás: 15 minutos de chuveiro elétrico (33,75 kWh/mensal) por dia durante 30 dias resultam em custo de R$ 23,15 ao mês na bandeira vermelha patamar 2. Na verde, seria R$ 22,15 (veja mais simulações no infográfico acima).

O ar-condicionado de 10 mil BTU/h, preferência dos brasileiros principalmente no verão, consome 71,14 kWh por mês. Se o aparelho for usado durante quatro horas por dia, durante um mês, geraria um gasto de R$ 46,10 na bandeira verde e de R$ 49,01 na bandeira vermelha patamar 2.

VÍDEO: Saiba quais são os principais vilões da conta de luz

VÍDEO: Saiba quais são os principais vilões da conta de luz

Na avaliação de Clauber Leite, coordenador do programa de energia do Idec, o isolamento social provocado pela Covid-19 fez com que muitos brasileiros priorizassem o conforto dentro de casa e consumissem mais energia

Buscar equipamentos mais eficientes, segundo o coordenador, é a melhor forma de reduzir o consumo de energia sem deixar de utilizar os eletrodromésticos que facilitam o dia a dia.

“O desafio agora é usar as mesmas coisas [equipamentos], com menos frequência. Precisamos de medidas estruturantes. O uso responsável é importante, mas é uma das medidas necessárias. O governo precisa contribuir”, afirmou.

“Existem geladeiras mais eficientes, que geram uma economia de até R$ 30 por mês. A gente consegue checar o consumo médio delas na própria etiqueta”, indicou o coordenador.

Estratégias para economizar energia

  • Trocar lâmpadas fluorescentes por lâmpadas led;
  • Apagar as luzes durante o dia;
  • Reduzir tempo de banho para, no máximo, 5 minutos;
  • Passar apenas as roupas necessárias;
  • Desligar equipamentos em desuso da tomada;
  • Diminuir a temperatura da geladeira no inverno;
  • Se possível, trocar eletrodomésticos antigos por modelos novos.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas