Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Safra de arroz tem queda de 26% no Acre, diz Conab

_________________Publicidade_________________

A colheita do arroz está em andamento nas principais regiões produtoras do país e a perspectiva é de obtenção de um volume final inferior àquele apresentado na safra 2019/20, mesmo com aumento na área plantada nessa temporada em 2,4%, com 1.705 milhão de hectares.

No Acre, a produção de arroz é muito pequena e a previsão é que a safra 2021 seja 26% menor que a anterior. Basicamente, o Estado se dedica ao arroz de sequeiro.

Ao analisar os dados, o secretário de Produção e Agronegócio, Edivan Maciel, observa que a queda na produtividade foi a maior causa de diminuição da produção. “No Acre, especificamente, diria que há um paradoxo dos pequenos números. Como a produção é baixa, se dois ou três rizicultores deixarem de plantar, a queda percentual é alta. O dado fica meio distorcido”, avalia o secretário.

Se der uma praga em uma propriedade e destruir aquela plantação, a queda é percentualmente alta. “O fato é que a produção de arroz é pouco significativa no Estado. Está restrita aos agricultores familiares como cultura de subsistência”, completa o gestor.

O Ceará, que investe cada vez mais em grãos como arroz e trigo, registra alta na produção do grão em expressivos 115%, saindo de 8 mil toneladas para 17 mil toneladas na safra 2020/21. O Estado planta arroz irrigado e sequeiro, sendo que em área de irrigado a alta de 200% ( de 0,8 mil hectares para 2,4 mil ha) e na produção avanço em 193%, partindo de 4,8 mil toneladas para mais de 14 mil toneladas.

Os dados foram compilados pelo Agrolink com base em pesquisa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas