18 de maio de 2022   |   14:34  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rússia propõe transações comerciais em moedas locais entre países do Brics para burlar sanções

País, que vem sendo afetado por sanções, pediu a integração de sistemas de pagamentos e cartões.

_________________Publicidade_________________

Foto: Maxim Zmeyev

A Rússia, atingida por sanções ocidentais, pediu ao Brics, grupo composto por países de economias emergentes, que estenda o uso de moedas nacionais e integre sistemas de pagamento, disse o Ministério das Finanças do país, neste sábado.

As sanções cortaram a Rússia do sistema financeiro global e de quase metade de suas reservas de ouro e divisas, que eram de US$ 606,5 bilhões no início de abril.

Nesta semana, o Tesouro americano suspendeu os pagamentos da dívida em dólares das contas da Rússia em bancos americanos, o que deixou o país mais próximo de um calote.

Na sexta-feira, o ministro das Finanças, Anton Siluanov, disse em uma reunião ministerial com o Brics, formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que a situação econômica global piorou substancialmente devido às sanções, disse o comunicado do ministério.

As novas sanções também destroem a base do sistema monetário e financeiro internacional existente baseado no dólar americano, disse Siluanov.

— Isso nos leva à necessidade de acelerar o trabalho nas seguintes áreas: o uso de moedas nacionais para operações de exportação-importação, a integração de sistemas de pagamento e cartões, nosso próprio sistema de mensagens financeiras e a criação de uma agência independente de classificação do Brics — disse Siluanov.

Os cartões de pagamento internacionais Visa e MasterCard suspenderam as operações na Rússia no início de março e os maiores bancos do país perderam o acesso ao sistema global de mensagens bancárias Swift.

A Rússia criou seu próprio sistema de mensagens bancárias, conhecido como SPFS, como alternativa ao Swift. Seu próprio sistema de pagamento com cartão MIR começou a operar em 2015.

Eles faziam parte dos esforços de Moscou para desenvolver ferramentas financeiras domésticas para espelhar as ocidentais, para proteger o país caso as penalidades contra os russos fossem ampliadas.

O Ministério das Finanças disse que os ministros do Brics confirmaram a importância da cooperação nos esforços para estabilizar a atual situação econômica.

— A crise atual é provocada pelo homem, e os países do BRICS têm todas as ferramentas necessárias para mitigar suas consequências para suas economias e para a economia global como um todo — afirmou Siluanov.

Por O Globo

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas