9 de agosto de 2022   |   20:29  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rússia fortalecerá Forças Armadas, diz Vladimir Putin

Presidente russo afirma considerar potenciais ameaças e riscos militares para a decisão.

_________________Publicidade_________________

A Rússia fortalecerá ainda mais suas Forças Armadas, disse o presidente russo, Vladimir Putin, nesta terça-feira (21).

“Continuaremos a desenvolver e fortalecer nossas forças armadas, levando em consideração potenciais ameaças e riscos militares”, disse Putin em comentários televisionados.

Ele acrescentou que os mísseis balísticos intercontinentais Sarmat recém-testados da Rússia, capazes de transportar 10 ou mais ogivas nucleares e chamarizes, seriam implantados em serviço até o final do ano.

Ucrânia declara primeiro uso bem-sucedido de mísseis doados pelo Ocidente

Forças ucranianas reivindicaram na semana passada seu primeiro uso bem-sucedido de mísseis antinavio Harpoon doados pelo Ocidente para engajar forças russas, disse a Inteligência Militar Britânica nesta terça-feira.

“O alvo do ataque foi quase certamente o rebocador naval russo Spasatel Vasily Bekh, que estava entregando armas e pessoal para a Ilha da Cobra, no noroeste do Mar Negro”, disse o Ministério da Defesa em sua atualização diária no Twitter.

A guerra entrou em uma fase de atrito brutal nas últimas semanas, com as forças russas se concentrando em partes do Donbass controladas pela Ucrânia, que a Rússia reivindica em nome dos separatistas.

Na segunda-feira (20), os russos conquistaram a cidade de Metelkine, a leste de Severodonetsk – no coração do Donbass.

“Infelizmente, atualmente não controlamos Metelkine perto do centro regional”, disse Serhiy Hayday, chefe da administração militar regional de Luhansk.

O exército de Putin intensificou o uso de artilharia e ataques aéreos para atingir posições ucranianas em Severodonetsk, enquanto a batalha pela cidade estratégica continua se arrastando, acrescentou Hayday.

“Eles estão trabalhando duro na zona industrial de Severodonetsk e nos arredores da cidade”, disse Hayday. “O mesmo acontece nos distritos de Toshkivka e Ustynivka”.

Por CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS