18 de maio de 2022   |   18:13  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rússia fará desfile militar com armas de possível Terceira Guerra

Entre as armas que estarão no desfile, está o "avião do juízo final" e o míssil Sarmat, apelidado de Satanás 2 por analistas ocidentais

_________________Publicidade_________________

O governo russo prepara um desfile militar para a próxima segunda-feira (9/5), data em que é comemorada a derrota dos nazistas na Segunda Guerra, em 1945, na praça Vermelha, coração de Moscou.

Ao todo, 131 unidades de armas modernas e equipamentos militares, 77 aviões e helicópteros participarão do desfile. A expectativa é de que o presidente Vladimir Putin também compareça.

Entre as aeronaves do desfile, está o “avião do juízo final”, que será exposto pela primeira vez desde 2010. Trata-se de uma versão modificada do modelo Iliuchin Il-80, feito para servir de centro de comando e controle para Putin caso ocorra uma guerra nuclear. O avião não tem janelas e é inteiramente pintado de branco para refletir a energia térmica e o clarão de explosões nucleares.

Além dele, o governo russo deve apresentar seus mísseis intercontinentais para intervenções nucleares, como o Sarmat e o Iars, armas de destruição em massa talhadas para uma Terceira Guerra Mundial.

O Sarmat, apelidado de Satanás 2 por analistas ocidentais, está entre os mísseis de próxima geração da Rússia que Putin chamou de “invencíveis”. Ele foi projetado para substituir o Voevoda ICBM da era soviética, conhecido pela designação da Otan SS-18 Satan.

Estruturas danificadas após ataque de mísseis russos- Metrópoles
No 54º dia da guerra, uma das cidades ucranianas mais próximas da fronteira com a Polônia foi atacada pela Rússia. De acordo com o prefeito de Lviv, cinco mísseis atingiram o localJoe Raedle/ Getty Images

Segundo o site independente Sota, empresas estatais estão em busca de “especialistas em mobilização” para preparar o anúncio de uma possível “guerra contra os nazistas do mundo”. O Kremlin, no entanto, nega.

Também há a especulação de que Putin possa usar o evento para fazer uma declaração de algum tipo de vitória ou a anexação das áreas já ocupadas.

Por Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS