Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Roteiro de “Rust” não previa disparo de arma, diz revista

Ator Alec Baldwin matou por acidente a diretora de fotografia quando a arma foi disparada durante as filmagens do filme

_________________Publicidade_________________

Uma integrante da equipe que trabalhava no filme “Rust” no mês passado disse em uma ação judicial que em nenhum momento o roteiro previa o disparo de uma arma durante um ensaio de cena com o ator Alec Baldwin, de acordo com a publicação Hollywood Reporter.

Baldwin matou por acidente uma diretora de fotografia quando a arma, carregada com munição letal, foi disparada no set de filmagem.

O processo foi aberto na cidade norte-americana de Los Angeles nesta quarta-feira por Mamie Mitchell, supervisora de roteiro do faroeste de baixo orçamento que estava sendo gravado no Novo México, e menciona Baldwin e os produtores do filme.

Mitchell alega ter sofrido inflição intencional de distúrbio emocional e inflição deliberada de dano, noticiou a Hollywood Reporter nesta quarta-feira, citando uma cópia dos documentos judiciais que obteve.

Mitchell e seu advogado, Gloria Allred, deram uma entrevista coletiva em Los Angeles na quarta-feira.

A ação é a segunda a ser movida após o tiroteio. As autoridades em Santa Fé ainda estão investigando e nenhuma acusação criminal foi apresentada.

Dizia que o roteiro pedia três tomadas de câmera para a cena — uma dos olhos de Baldwin, outra sobre uma mancha de sangue e uma terceira no torso de Baldwin “enquanto ele estendia a mão para o coldre e removia a arma. Não havia nada no roteiro sobre a arma sendo disparada pelo réu Baldwin ou por qualquer outra pessoa “, diz o processo.

Baldwin e os produtores do filme não puderam ser encontrados imediatamente para comentar.

A diretora de fotografia Halyna Hutchins foi morta em 21 de outubro e o diretor Joel Souza foi ferido quando uma arma que Baldwin foi informada de que era segura, disparou uma bala real, disseram os investigadores.

Via – CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas