29 de junho de 2022   |   07:30  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rondônia tem dois casos suspeitos de varíola dos macacos, diz Agevisa

Brasil tem sete casos suspeitos de varíola dos macacos, mas nenhum foi confirmado. Pacientes de Rondônia estão isolados e sendo acompanhados, diz Agevisa.

_________________Publicidade_________________

A Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) confirmou nesta segunda-feira (6) que está investigando dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Rondônia.

O Brasil tem sete casos suspeitos de varíola dos macacos. Até o momento, nenhum caso foi confirmado.

Ainda segundo os pacientes com suspeita da varíola dos macacos em Rondônia “seguem isolados e clinicamente bem”, sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde.

A investigação dos casos está em andamento e amostras já foram coletadas e enviadas ao Laboratório Central de Rondônia (Lacen) e Laboratório de Referência Nacional, em Minas Gerais.

Não foram divulgados os perfis dos pacientes, e nem para onde ele viajaram recentemente.

A Agevisa diz que os casos suspeitos estão sendo acompanhados diariamente e que já emitiu um alerta para detecção, notificação e investigação de quaisquer novas suspeitas.

Ministério da saúde confirma dois casos suspeitos de varíola de macaco em Rondônia

Sintomas da doença

Os sintomas iniciais costumam ser:

  • febre
  • dor de cabeça
  • dores musculares
  • dor nas costas
  • gânglios (linfonodos) inchados
  • calafrios
  • exaustão

Dentro de 1 a 3 dias (às vezes mais) após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve uma erupção cutânea, geralmente começando no rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

As lesões passam por cinco estágios antes de cair, segundo o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A doença geralmente dura de 2 a 4 semanas.

Bolívia também investiga primeiros casos

Além de Rondônia, outro vizinho do Acre também investiga os primeiros casos: a Bolívia, que anunciou, na última semana, ter enviado para a Argentina as amostras dos dois pacientes com suspeita de infecção pela ‘Varíola dos Macacos’. A previsão é de que os resultados saiam ainda nesta semana.

O envio foi feito após serem realizadas análises para, ao menos, nove doenças tropicais com sintomas similares a da varíola, que foram descartadas pelo Centro Nacional de Doenças Tropicais (Cenetrop).

Os dois pacientes com suspeita da doença são de Santa Cruz de La Sierra e seguem bem, porém em observação e isolamento.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas