2 de julho de 2022   |   12:43  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Relatório da Microsoft aponta ataques de hackers russos a aliados da Ucrânia

Documento da empresa de tecnologia aponta que além dos Estados Unidos, 42 países foram atacados.

_________________Publicidade_________________

A Microsoft divulgou um relatório na 4ªfeira (22.jun) em que o aumento dos ataques cibernéticos contra vários alvos nos Estados Unidos e em outros países que apoiam a Ucrânia.

O documento aponta que na tentativa de impor uma guerra cibernética no mundo todo, após a invassão da Rússia em 24 de fevereiro, os hackers russos tentaram se infiltrar nas redes de 128 organizações dos Estados Unidos e em outros 42 países aliados da Ucrânia.

O relatório aponta que os criminosos cibernéticos conseguiram obter sucesso em quase 30% dos ataques. 

Entre os principais alvos estão os sites dos ministérios das Relações Exteriores dos países aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), organizações humanitárias, que ajudam refugiados ucraniados, grupos de tecnologia da informação, think tanks e empresas de energia.

Além disso, o estudo da empresa de tecnologia apontou que vários cibertaques aconteceram também contra entidades ucranianas por meio dos hackers apoiados pelo governo russo desde o começo da guerra.

“Os alvos pareciam ser principalmente governos, embora também incluíssem grupos de reflexão, grupos humanitários e fornecedores de infraestruturas indispensáveis”, aponta relatório da Microsoft.

Com Informações SBT News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS