Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rede de Urgência e Emergência do Acre debate novas estratégias com a coordenação nacional

_________________Publicidade_________________

SECOM

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), se reuniu nesta última semana com a coordenação nacional da Rede de Urgência e Emergência (RUE) com o objetivo de realizar os devidos alinhamentos e debater novas estratégias para a melhoria e ampliação do serviço no estado.

Reunião teve o objetivo de realizar os devidos alinhamentos e debater novas estratégias para a melhoria e ampliação do serviço no estado. Foto: Cedida

A RUE visa articular e integrar todos os equipamentos de saúde para ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência e/ou emergência nos serviços de saúde de forma ágil e oportuna.

A pauta principal da reunião foi fortalecer a rede de urgência que é composta pelas unidades de pronto atendimento, salas de estabilização e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nas unidades de saúde que integram o Estado do Acre.

Entre as pautas discutidas está a publicação do edital do pregão eletrônico para a aquisição de 1.297 ambulâncias que serão adquiridas pelo Ministério da Saúde e enviadas para todo o Brasil. Além disso, também foi debatido o fortalecimento dos grupos condutores das redes de atenção para fortalecimento das políticas públicas.

“Durante a reunião também foi conversado sobre as capacitações que estão ocorrendo periodicamente com os profissionais que compõem a RUE e, também, sobre a habilitação de leitos de retaguarda”, explicou a coordenadora da RUE no Acre, Marília Carvalho.

Os leitos de Retaguarda Clínica visam atender os pacientes dos hospitais, pronto atendimento, UPAs, que são portas de entrada da RUE, com quadros clínicos de média complexidade, de curta e média permanência, da Rede de Atenção à Saúde dos hospitais habilitados como Retaguarda Clínica, como o Pronto-Socorro de Rio Branco, por exemplo.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas