Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Rara lagosta ‘cor de algodão-doce’ é fisgada por pescador dos EUA

Animal foi pescado durante o fim de semana no estado americano do Maine.

_________________Publicidade_________________

Um pescador do Maine, nos Estados Unidos, pegou uma rara lagosta com “cor de algodão-doce” durante o fim de semana.

Conhecido nos EUA como cotton candy lobster, literalmente lagosta algodão-doce, o animal com seu exoesqueleto azul brilhante é bastante raro.

“É tão raro que tem um em 100 milhões”, disse o pescador Bill Coppersmith à emissora NBC. “E nós pegamos bem aqui, em Portland, na Baía de Casco. Veja como ela é linda.”

Bill Coppersmith, pescador de lagostas, mostra animal com 'cor de algodão-doce'  — Foto: Reprodução/NBC

Bill Coppersmith, pescador de lagostas, mostra animal com ‘cor de algodão-doce’ — Foto: Reprodução/NBC

O animal, que foi batizado de Haddie, recebeu o nome do pescador em homenagem à sua neta. Ele afirmou não ter intenção nenhuma de vendê-la e menos ainda de colocá-la na panela.

Coppersmith afirmou que busca algum aquário que esteja interessado em receber a rara lagosta para que ela possa crescer e se desenvolver em segurança.

Lagosta de 'cor de algodão-doce' foi fisgada no Maine, EUA, durante o fim de semana — Foto: Reprodução/NBC

Lagosta de ‘cor de algodão-doce’ foi fisgada no Maine, EUA, durante o fim de semana — Foto: Reprodução/NBC

A lagosta “cor de algodão-doce” tem um exoesqueleto com uma coloração parecida com a pedra opala, e é o resultado de uma mutação genética.

Animais com cores raras sofrem desvantagem na natureza uma vez que fica mais difícil se camuflar em ambientes hostis, o que os tornam presas fáceis.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas