Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Ramais que se transformaram em varadouros são abertos pelo Deracre em Sena

_________________Publicidade_________________

Lideranças políticas com atuação em Sena Madureira, cujo município é administrado pelo prefeito Mazinho Serafim (MDB), desafeto do governador Gladson Cameli, avaliam como positiva a ação do Governo, através do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre), em ações de recuperação de ramais na região. Políticos como o vereador Jacamim, presidente da Câmara Municipal de Sena Madureira, dizem que Mazinho Serafim, mesmo recebendo equipamentos e óleo diesel do Governo do Estado para ao menos conservar os ramais, não deu conta do recado.

Sena Madureira é o município em que o Governo e a Prefeitura travam uma verdadeira queda de braço envolvendo ramais e outros setores da administração pública. Em relação aos ramais, a guerra começou quando o governador Gladson Cameli anunciou que recuperaria a patrulha de máquinas pesadas colocadas à disposição do município ainda na gestão passada, trazendo-a de volta ao Estado para em seguida ceder máquinas novas. O prefeito Mazinho Serafim atacou o governo dizendo que Gladson Cameli estava tirando as máquinas do município em retaliação a ele, na condição de prefeito. O governador desmentiu a afirmação ao entregar ao município, na última terça-feira (20), pelo menos 14 máquinas cujos motores já estão roncando em toda a zona rural de Sena Madureira.

https://youtube.com/watch?v=s6eNLC6anQ4%3Ffeature%3Doembed

Muito do trabalho que vem ocorrendo em Sena Madureira e em todo o Estado em relação às obras físicas, deve-se muito, reconhecem os políticos, ao trabalho do diretor-presidente do Deracre, Petrônio Antunes. O diretor tem sido o braço direito do governador no Estado inteiro quando o assunto é obras físicas. Ele trabalha em aeroportos, estradas, ramais e na recuperação de outras obras físicas. Em Sena Madureira, Petrônio Antunes não se intimidou com as ameaças do prefeito Mazinho Serafim em não permitir parceria entre a Prefeitura e o Governo e ainda por tentar impedir as execuções das obras. “O Petrônio foi para cima do Mazinho e as máquinas estão trabalhando em Sena”, disse um servidor do Deracre ao gravar vídeo das máquinas entrando nos ramais.

Nos vídeos, são mostradas as péssimas condições em que o prefeito Mazinho Serafim deixou os ramais. Alguns deles estão completamente intrafegáveis, cujas condições são difíceis até para as máquinas entrarem e iniciarem os serviços de reabertura; veja os vídeos.

Via – Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas