Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Quem é Carmen, professora que teve ossada encontrada em jardim oito anos após desaparecer

_________________Publicidade_________________

Uma professora solteira, artesã e amante de plantas. Moradora da região central de Ubatuba, Carmem Morales tinha uma vida comum, até seu desaparecimento se tornar um mistério.

Em 2013, a professora desapareceu sem deixar pistas. À época, a polícia investigou o caso, mas encerrou o inquérito sem chegar a nenhuma solução, em 2020. Oito anos depois, o caso foi reaberto após a ossada da mulher ser encontrada no jardim da casa em que morava.

Perfil reservado

Os vizinhos de Carmen afirmam que ela mantinha poucos amigos na cidade e tinha contato mais frequente com alguns moradores do bairro Itaguá, onde morava.

Trabalhou por anos como professora de inglês, gostava de artesanato e era uma amante de plantas.

Logo após seu desaparecimento, a vizinha que denunciou o caso à polícia chegou a tentar contato com a família, mas ninguém conhecia seus parentes.

Ativa nas redes sociais

Carmen era bastante ativa nas redes sociais, onde compartilhava de forma constante as plantas que mantinha no imóvel que morava.

Poucos dias antes do desaparecimento, fez fotos da vista da janela de seu quarto para o jardim da casa, onde sua ossada foi encontrada sete anos depois.

via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas