Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Queimada de grandes proporções em mata invade rodovia em Rio Branco e impede passagem de Samu

Equipes dos Bombeiros e da Força Nacional levaram mais de duas horas no combate às chamas. Incêndio ocorreu na noite dessa segunda-feira (20) na Transacreana.

_________________Publicidade_________________

Uma queimada de grandes proporções atingiu na noite dessa segunda-feira (21) uma área de mata às margens da estrada Transacreana, na zona rural de Rio Branco. O fogo invadiu a rodovia e impediu a passagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o atendimento de uma ocorrência.

Equipes do 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros e da Força Nacional, através dos Guardiões do Bioma, trabalharam para controlar as chamas. Foram mais de duas horas no combate e o fogo não chegou a atingir as casas que estavam próximas ao incêndio.

As chamas altas invadiram a pista e atrapalharam o trânsito na rodovia. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) teve, inclusive, dificuldade para atender um paciente vítima de um acidente com caminhão carregado de tora no quilômetro 57 da rodovia.

“A equipe teve dificuldade de chegar no local e isso nada mais é do que uma irresponsabilidade de quem ateou fogo. Chega essa época de estiagem e o pessoal tem esse costume de atear fogo e acaba sendo uma complicação. São inúmeros os prejuízos que esses incêndios causam”, afirmou o coordenador do Samu, Pedro Pascoal.

Incêndio ocorreu na noite dessa segunda-feira (20) na Transacreana — Foto: Arquivo/Bombeiros

Incêndio ocorreu na noite dessa segunda-feira (20) na Transacreana — Foto: Arquivo/Bombeiros

Focos de queimadas

Diferente do que vinha sendo registrado nos meses anteriores, o Acre ocupou pela primeira vez no ano o terceiro lugar no ranking dos estados que mais desmataram a Amazônia Legal.

Dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) obtidos via Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD) mostram que no mês passado o estado desmatou uma área de 236 km². No mesmo mês no ano passado, essa área era de 267 km², o que representa uma redução de 12%.

Os dados mostram ainda que o Acre teve duas entre as 10 unidades de conservação com as maiores áreas destruídas em agosto, a Resex Chico Mendes e a Resex do Cazumbá-Iracema.

Já os dados do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que foram registrados 6.412 focos ativos de incêndios de janeiro até esse domingo (15) no estado.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas