28 de maio de 2022   |   11:28  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

QI de 188 e 55 formações: quem é e o que faz o homem mais inteligente do Brasil

Fabiano de Abreu é doutor em neurociência, mora em Portugal há quatro anos e conta que já cursou dez pós-graduações simultaneamente

_________________Publicidade_________________

Já se perguntou quem poderia ser, comprovadamente, a pessoa mais inteligente do Brasil e o que ela faz da vida? Fabiano de Abreu, é o neurocientista luso-brasileiro que alcançou incríveis 188 pontos de QI, um dos testes de inteligência mais usados atualmente. 

Essa pontuação tão alta não veio do nada. Abreu tem formação em Antropologia, Nutrição Clínica, Psicologia, Neurociências, Filosofia, História e até Biologia, mas não necessariamente nesta ordem. Já cursou dez pós-graduações de uma só vez, simultaneamente, e não para nunca de estudar.

“Sou curioso. Quando me interesso por algo, quero saber como aquilo funciona desde seu princípio”, revela. 

Hoje, o homem mais inteligente do Brasil é professor em diversos cursos de graduação e especialização, é membro de centros de pesquisas e cientista com mais de oito descobertas e 130 artigos publicados. Abreu também é CEO de uma agência de comunicação e marketing, e dono de dois jornais em Portugal, um semanal e outro diário.

Gênio desde pequeno

Tudo começou no Rio de Janeiro, onde Fabiano de Abreu nasceu e viveu boa parte da vida. Aos dez anos, já era especialista em informática e algum tempo depois abriu empresas no ramo, que deram certo até 2008. Em meio à vida de empreendedor, fez um teste de QI aos 17 anos, ainda na escola, e viu que sua pontuação era alta. 

Abreu lembra que não se importou com o resultado naquela época.

“Falavam que eu tinha potencial, mas não queria saber de nada”, diz o gênio, que, segundo conta, sequer não levava caderno para a escola.

Depois de formado, investiu no Jornalismo e fez sucesso como assessor de imprensa. Foi ele quem lançou na mídia muitos nomes que conhecemos, como panicats e musas fitness. 

Fabiano Abreu é o brasileiro mais inteligente
Fabiano Abreu é o brasileiro mais inteligente Foto: Divulgação

Não tão “comum” assim

Até aí, Fabiano de Abreu era apenas um brasileiro “comum”. Mas um colega de trabalho, atento a toda a criatividade que ele tinha para criar personagens para a mídia, sugeriu que Abreu fizesse o teste de QI mais uma vez.

Abreu, então, foi atrás de uma psicóloga habilitada para realizar o teste, que se surpreendeu com o resultado.

“Ela disse que nunca havia passado alguém com um resultado tão grande por ela”, diz o gênio.

A partir daí, Fabiano resolveu voltar a estudar para entender o motivo de ser tão inteligente e se aprofundar nas neurociências.

“Quero poder mapear, fazer uma neuroimagem nem que tenha como exemplo o meu próprio cérebro, entender todas as regiões que estão funcionando para entender o comportamento humano, a razão para que as pessoas possam agir de certas maneiras”, diz ele sobre seu objetivo de vida.

Fabiano de Abreu é o brasileiro mais inteligente
Fabiano de Abreu é o brasileiro mais inteligente Foto: Divulgação

Apesar do título de pessoa mais inteligente do Brasil, Abreu é modesto. Ele deixa claro que o posto baseado nos testes de QI divulgados, e que pouca gente o faz.

“Se todas as pessoas fizessem o teste, a gente conseguiria um comparativo melhor”, explica ele, que é membro de comunidades internacionais voltadas a pessoas com quocientes de inteligência altíssimos, como a International High IQ, Mensa International, Intertel e The Triple Nine Society, a mais restrita de todas.

“Nunca fui 100% feliz no Brasil”

O homem mais inteligente do Brasil deixou o país em 2018, para morar em Portugal, onde também tem cidadania. A mudança foi uma busca por condições melhores de vida e uma sociedade mais igualitária.

“Eu não conseguia viver em um bairro bom sabendo que tinham pessoas vivendo em favela ao lado”, diz.

O alto índice de violência do Rio de Janeiro, e do Brasil como um todo, também pesou na decisão. “Meu pai e meus tios já foram sequestrados […]. Já perdi amigo morto em assalto”, conta. “A violência do Rio é muito grande. Não dá para viver lá, não tem condições de vida humana”.

Abreu reclama ainda que o Brasil é o único lugar onde as pessoas duvidam e o atacam quando algo é publicado na mídia sobre sua inteligência. Segundo conta, ele já foi denunciado para diversos órgãos e teve que provar que, de fato, tem formação em áreas como Nutrição e Psicologia. Até mesmo seu currículo no Lattes, plataforma que reúne pesquisadores de todo o Brasil, já foi denunciado por fraude.

“Não acreditavam que eu tinha tantos títulos em tão pouco tempo”, explica.

Fabiano de Abreu tem mais de 55 diplomas
Fabiano de Abreu tem mais de 55 diplomas Foto: Arquivo Pessoal

Qual o segredo?

O doutor Fabiano de Abreu tem 55 graduações e/ou especializações nas mais diversas áreas e ainda é poliglota. Tudo isso com apenas 40 anos de vida.

Como isso é possível? Ele conta que negocia com as universidades para que diminuam o tempo necessário de estudo para a graduação. Nos Estados Unidos e na Europa é mais fácil. No Brasil ele esbarra em determinações do Ministério da Educação (MEC) pelo tempo mínimo de estudo.

Abreu também estuda, paralelamente, diversos cursos de uma só vez. Ter um QI de gênio ajuda bastante, mas ele também vive longe das redes sociais — apesar de seus principais trabalhos e participações estarem reunidos no seu perfil no Instagram, alimentado por sua assessoria. 

Via Terra

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS