19 de maio de 2022   |   00:16  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Programa de Saúde Fluvial atende comunidades ribeirinhas do Liberdade

_________________Publicidade_________________

A equipe de saúde fluvial da Secretaria Municipal de Saúde realizou, em Cruzeiro do Sul, uma ação itinerante nas comunidades do rio Liberdade. A ação aconteceu entre os dias 02 e 10 de abril. A equipe formada por um médico, enfermeiro, técnicos em enfermagem, agente de endemias e agente comunitários de saúde, além de dois barqueiros de apoio, buscou alcançar as comunidades mais distantes, rio acima, cujo acesso é mais difícil.

Ao todo, oito comunidades receberam a visita da equipe: Passo da Pátria, Tristeza, Forquilha, Periquito, Itajuba, Esperança, Santa Rita I e Santa Rita II.

Foram realizadas consultas médicas e de enfermagem, exame de papa Nicolau, além da vacinação de reforço e contra a Covid. Todas as 300 doses de vacinas contra a Covid foram utilizadas. Ao todo, mais de 500 pessoas receberam alguma forma de atendimento levado pela equipe.

“Houve uma mudança de estratégia em relação às ações anteriores, no sentido de que não ficamos esperando as pessoas virem até o local de atendimento, mas fomos até as casas dos moradores, levando orientação, exames, vacina, etc.

Um dos resultados dessa estratégia é que a equipe conseguiu identificar precocemente casos de leishmaniose e hepatite B, o que significa que essas pessoas irão receber tratamento gratuito antes de desenvolver as fases mais agudas dessas doenças”, explicou a secretária de saúde Valéria Lima.

Outro objetivo foi atualizar a medicação de pessoas hipertensas e diabéticas que, em função da distância, isolamento e dificuldade em se deslocar para a cidade, vinham utilizando dosagens inferiores dos medicamentos indicados.

“As equipes encontraram pessoas hipertensas que teriam que tomar 50 mg de uma dosagem de captopril, tomando apenas 25 mg, para aguentar um pouco mais de tempo com a medicação. Hoje, a gestão tem esse objetivo de deixar medicação para 4 meses, para que hipertensos e diabéticos não fiquem sem medicação, mas vamos voltar com três meses para que possamos cuidar mais dessas pessoas, teremos um cuidado maior por elas, chegar mais perto, para que não tenham que procurar a equipe, mas levar esses profissionais para ver de perto a vida dessas pessoas para ver como é o cotidiano. Nós é que temos que nos adaptar aos cotidianos delas e procurar mecanismos e políticas públicas que tragam maior acesso a essas pessoas”, concluiu a secretária.

“Os programas e ações itinerantes tem recebido uma ênfase da nossa gestão, que entende a prioridade que é levar saúde e cidadania mesmo para aquelas pessoas que estejam mais distantes. Já temos obtido resultados positivos com essas ações, principalmente no que se refere à prevenção e diagnóstico precoce de doenças, vacinação e etc. Continuamos buscando aperfeiçoar essas ações, adaptando à realidade das pessoas, com o objetivo de alcançar a população e assim promover a saúde básica que é o que compete ao município”, disse o prefeito Zequinha Lima.

Por Assessoria/Prefeitura de Cruzeiro do Sul

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS