Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Procon de Cruzeiro do Sul esclare consumidores sobre possíveis abusividades de preços

_________________Publicidade_________________

Da Redação / José Hallif

Nos últimos dias, várias denúncias estão circulando nas redes sociais sobre possíveis abusividades dos preços do macarrão instantâneo, carne bovina em conserva e manteiga.

Mediante as polêmicas, a redação do Site Júrua Online entrou em contato com o Núcleo do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC) na cidade de Cruzeiro do Sul, para colher o posicionamento do órgão perante os casos.

O coordenador do Procon no Júrua, José Gladson, alerta que grande parte das imagens compartilhadas na internet, estão sem a verificação presencial do consumidor, o que abre margens para vários “achismos” e condenações precipitadas.

“Os consumidor deve estar ciente que qualquer suspeita de abusividade, deve inicialmente procurar a gerência do estabelecimento e solicitar explicações sobre o preço do produto, pois a informação é um direito do consumidor. Caso o cliente não obtiver os devidos esclarecimentos, ele acione o Procon, para o órgão averiguar o caso”, disse.

O coordenador também orienta os consumidores para observar as informações contidas nos rótulos das mercadorias, para verificar se o produto tem uma composição tradicional, ou é feito com outros ingredientes.

“Como exemplo, foi divulgado nas redes sociais e até em sites locais, uma imagem de um pacote de Miojo tipo integral, com o seu devido valor de mercado, como se fosse um pacote de Miojo tipo tradicional, que possue um valor bem mais barato. O fato levou a vários consumidores ao erro, achando que havia uma abusividade”, relata.

Neste sentido, o gestor complementa que os consumidores devem ter muita atenção ao compartilhar informações sobre possíveis práticas de preços abusivos.

“Converse com a gerência do estabelecimento, leia os rótulos, observe as gôndolas de preços, e se as dúvidas persistirem, procure os órgãos competentes, como o Procon ou o Ministério Público. Todos os dias, os veículos de imprensa estão noticiando os constantes aumentos na gasolina e nos preços dos alimentos. Não é um cenário apenas em Cruzeiro do Sul. É um cenário de crise econômica no país inteiro”, explica.

Qualquer dúvida, esclarecimento e denúncia, ligue para o Procon de Cruzeiro do Sul, pelo contato telefônico: 3322-1330 das 8 às 13 horas, ou mande um e-mail para procon.cruzeirodosul@ac.gov.br

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas