Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Presos na operação da PF em Cruzeiro do Sul são liberados

_________________Publicidade_________________

A ex-secretária adjunta de Turismo e Empreendedorismo de Cruzeiro do Sul, Suzana Farias, presa em Cruzeiro do Sul, Francisco Albanito Pontes e Saulo Dourado, presos na Bahia, foram soltos por volta da meia noite do último sábado. João Batista Depintor, foi liberado nesta segunda-feira, 31, também por volta da meia noite na Bahia.

O pedido de prorrogação da prisão de Depintor foi feito pelo delegado da Polícia Federal e Cruzeiro do Sul, Tiago Souza.

João, Francisco Albanito Pontes Filho e Saulo foram presos na Bahia e  Suzana em Cruzeiro do Sul na Operação Jumper. Na gestão de Ilderlei Cordeiro, Suzana era secretária de Meio Ambiente e na gestão de Zequinha Lima ocupava o cargo de secretária adjunta de Turismo e Empreendedorismo.

João de Pintor era o presidente da Fundação Cultural e de Comunicação Valença- FCCV, que tinha contrato com a prefeitura de Cruzeiro do Sul nas gestões de Ilderlei Cordeiro e Clodoaldo Rodrigues.

A Operação Jumper apura supostos desvios de recursos públicos em dois Termos de Colaboração firmados entre a prefeitura de Cruzeiro do Sul e a Fundação Cultural e de Comunicação Valença – FCCV, envolvendo o repasse de aproximadamente R$ 25 milhões, segundo a PF.

De acordo com a investigação, os desvios eram dissimulados por meio de notas fiscais fraudulentas emitidas por empresas indicadas por agentes políticos e integrantes do esquema criminoso, as quais figuravam como prestadoras de serviços, sem que houvesse uma contraprestação legítima. Nos últimos anos, em outros Estados do país a FCCV recebeu cerca de R$ 90 milhões.

Jumper em inglês significa saltador, o que remete ao modus operandi da organização criminosa investigada, que “salta” de município para município, estado para estado do Brasil, na tentativa de cooptar agentes políticos e servidores à organização e, com isso, ampliar o montante de recursos públicos que poderá ser desviado, ocultado, dissimulado e movimentado em prol de seus membros.

No dia 25 de maio os mandados de prisão e busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Federal em Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Manaus,  Brasília, Pindamonhangaba e São José dos Campos em São Paulo e Salvador e Serrinha na Bahia.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas