Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Prefeito de Thaumaturgo tenta explicar por que pinguela custou mais de R$ 28 mil

A construção de uma ponte de madeira de 39 metros de extensão por 1, 80 de largura, também chamada de pinguela, pelo valor de R$ 28.189,33, sobre o igarapé Raiz, ligando duas ruas em Marechal Thaumaturgo, causa uma enorme repercussão nas redes sociais há pelo menos cinco dias. A obra é da prefeitura da cidade. Foi construída com recursos próprios pela empresa J.P.P. Oliveira Construções, segundo informações descritas em uma placa ao lado do acesso.

O prefeito Isaac Piyãko tentou afastar qualquer sinal de superfaturamento da obra ao dizer que em Thaumaturgo a madeira é muito cara. Ele também citou o preço do litro do óleo diesel, necessário para o serviço, que na cidade custa R$ 7,50, e a gasolina, R$ 8, 20. Há ainda os gastos com a mão de obra, afirmou. O prefeito acrescentou que todas as especificações da obra estão no portal da prefeitura.

“Está no portal da prefeitura para quem quiser acessar. A madeira aqui é muito mais cara do que em Cruzeiro do Sul. Para você ter uma ideia, muita gente prefere comprar em Cruzeiro e pagar frete do que comprar aqui, pois é muito caro. A maioria das terras aqui é de reserva indígena e parque nacional. E Aqui tudo é manual, no lombo. A ponte está dentro dos padrões, dos valores locais”, afirmou.

Via: Notícias da Hora

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas