Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Por Covid-19, time boliviano joga com sete e só fica oito minutos em campo

_________________Publicidade_________________

Royal Pari leva três gols do The Strongest e, em seguida, perde mais um jogador, alegando contusão

Mais uma vez, um surto de Covid-19 deixa um time sul-americano sem condições de alinhar 11 titulares em uma partida de primeira divisão. Na Bolívia, o Royal Pari entrou em campo com apenas sete jogadores contra o The Strongest, em partida que durou apenas oito minutos, no estádio Hernando Siles, pela sétima rodada do Campeonato Boliviano.

Royal Pari The Strongest Covid-19 — Foto: Reprodução

Royal Pari The Strongest Covid-19 — Foto: Reprodução

O time da casa abriu o placar logo aos dois minutos, com um gol de Jair Reinoso. Jeyson Chura ampliou aos cinco, e Willie Barbosa marcou o terceiro, aos sete. Logo depois, Kevin Rosas, do Royal Pari, alegou uma contusão e deixou o campo. Sem o número mínimo de atletas permitido, o árbitro Raúl Orosco encerrou a partida.

Em abril, pelo Campeonato Colombiano, o Águilas Doradas também só teve sete jogadores para enfrentar o Boyacá Chicó, em outro caso de surto de Covid-19. Depois de segurar o 0 a 0 até os primeiros minutos do segundo tempo, a equipe não resistiu e acabou derrotada por 3 a 0.

Outro caso semelhante ocorreu no Equador, também há cerca de um mês. O Aucas teve que entrar em campo com apenas sete jogadores contra o Barcelona de Guayaquil, sofreu dois gols no início, e o goleiro se machucou aos 19 minutos. Com número insuficiente de jogadores, o jogo precisou ser suspenso.

Na última quarta-feira, em comunicado oficial, o Royal Pari informou que os testes realizados no dia 30 de abril revelaram que dois jogadores tinham contraído Covid-19, e outros casos foram detectados no dia seguinte, sem revelar a quantidade total.

Ainda segundo a nota, após novos exames, feitos na última terça-feira, apontarem mais casos, a diretoria do Royal Pari decidiu iniciar uma quarentena de sete dias em todo o elenco.

No comunicado, o clube solicitou o adiamento do jogo contra o The Strongest, alegando preocupação com o adversário, que receberá o Barcelona de Guayaquil na próxima terça, pela quarta rodada do grupo C da Taça Libertadores, o mesmo do Santos.

O pedido, no entanto, não foi aceito pela Federação Boliviana de Futebol. Segundo reportagem no site do jornal “La Razón”, o The Strongest contestou as alegações no adversário.

– Eles têm um elenco de 35 jogadores, além de outros da equipe de juniores que poderiam jogar. São eles que estão causando dano ao espetáculo – alegou Cristian Alcoreza, presidente do comité de futebol do The Strongest.

Por: GE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas