14 de agosto de 2022   |   11:43  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Pontes na Avenida Coronel Mâncio Lima correm o risco de desabar: Seinfra fala em revitalização

Pontes da avenida estão desgastadas, oferecendo risco aos moradores.

_________________Publicidade_________________

Redação Juruá Online

Com mais de quinze (15) anos da sua inauguração, a Avenida Coronel Mâncio Lima mostra sinais de desgastes e necessidade de uma revitalização, serviços de melhorias no canal do Boulevard, quadras esportivas e asfaltamento, locais que necessitam de uma ação imediata da parte do poder público. Além disso, as pontes da avenida estão desgastadas, oferecendo risco aos moradores de fazem as utilizam diariamente.

Av. Coronel Mâncio Lima: arquivo Juruá Online

Uma das pontes, que desabou diversas vezes e foi levantada pelos moradores, tem apenas uma peça de madeira segurando um dos lados, gerando risco de acidentes.

Ponte Av. Mâncio Lima: arquivo Juruá notícias

Um morador, Carlos Castelo Branco, que faz uso das pontes, em entrevista a equipe da Tv Juruá, afirmou ter presenciado diversas vezes, pessoas sofrerem fraturas, devido as condições precárias.

Carlos Castelo Branco, Motorista: arquivo Juruá Notícias

“Uma queda pode até matar uma pessoa. Ontem, quando as tábuas caíram, eu vim aqui no Boulevard, tirei as tábuas, e fui pregá-las. Bati com o martelo, a madeira estava totalmente estragada.”, declarou Carlos.

De acordo com o representante da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) em Cruzeiro do Sul, Valdecir Simão, o governo do Acre já determinou a recuperação de toda a extensão de 1,5 quilômetros da Avenida Coronel Mâncio Lima. Esse serviço inclui: revitalização na avenida, ponte em concreto, passarela metálica, bancos em madeira, parquinho, academia e paisagismo.

Valdecir Simão, Seinfra: arquivo Juruá notícias.

A Seinfra informou também que quanto a ponte mais danificada mostrada na reportagem da TV Juruá, a sua recuperação será imediata, devido ao risco que submete os pedestres.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS