Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Policiais civis e militares são acusados de furar fila da vacina contra Covid-19 no Acre

A vacinação dos policiais foi informada pela Adepol em carta de agradecimento ao prefeito.

No início da noite de quarta-feira, 22, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) tomou conhecimento de que policiais civis e militares teriam sido vacinados contra a Covid-19, em Epitaciolândia.

O promotor de Justiça Rodrigo Fontoura informou que vai solicitar esclarecimentos à Prefeitura sobre a aplicação do imunizante de forma contrária ao definido no Plano Nacional de Vacinação.

A depender das informações encaminhadas, será instaurado inquérito civil para apurar responsabilidades e eventual prática de improbidade administrativa, em decorrência de burla à ordem de prioridade de vacinação contra a Covid-19.

“Cabe ressaltar que todos os agentes públicos são obrigados a zelar pela estrita observância dos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade no trato dos assuntos que lhe são afetos”, disse.

A vacinação dos policiais foi informada pela Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Acre (Adepol), por meio de uma carta de agradecimento ao prefeito da cidade. 

Via: Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas