Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Policiais civis de Cruzeiro do Sul também aderem a paralização de advertência contra congelamento de salários

Somente ocorrências urgentes ou flagrantes contarão com a intervenção dos agentes.

Policiais civis de Cruzeiro do Sul, à exemplo de todo o Acre fazem na manhã desta segunda-feira (22) uma paralisação de advertência contra a Emenda Constitucional 109/2021, que congelou salários e direitos do funcionalismo público por 15 anos.

O chamado “Lockdown da Segurança Pública” vai até as 13h, no horário local. Apenas ocorrências urgentes ou flagrantes contarão com a intervenção dos agentes, que também pedem vacinas contra a Covid-19.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Acre (Sinpol/AC), Alexandre Oliveira, mais de 20% do efetivo no estado foi contaminado, com duas mortes da ativa e mais de 20 entre aposentados.

Outra pauta do grupo é o pagamento do retroativos de promoções, titulações e verbas indenizatórias, uma luta que já dura cinco anos.

Durante a paralisação, que acontece nacionalmente, foram interrompidos registros de ocorrências comuns, diligências, mandados de prisões e trabalhos investigativos.

Via: Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas