Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Polícia Militar do Rio descumpre determinação do STF e continua a vacinar agentes contra Covid-19

Perfil oficial da corporação no Instagram convidou profissionais da ativa a se vacinarem em seus locais de trabalho

_________________Publicidade_________________

RIO — Sete dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) suspender a antecipação da vacinação de policiais contra a Covid-19 no Estado do Rio, a Polícia Militar continua a imunizar seus agentes. Nesta segunda-feira, o perfil oficial da corporação no Instagram convidou profissionais da ativa a se vacinar em seus respectivos locais de trabalho. O convite inclui ainda as polícias Civil e Rodoviária Federal, cujos servidores também se vacinam em batalhões da PM.

De acordo com o calendário publicado na rede social, hoje a Polícia Militar ministra a primeira dose da vacina a agentes com 46 anos e a segunda a membros de 50 anos. O cronograma se estende até o dia 14, quando policiais de 46 anos ou mais receberão a primeira dose e agentes de 48 anos ou mais, a segunda.

A vacinação de policiais e professores está suspensa por decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, protocolada no último dia 3, que decorreu de um requerimento feito pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. Com isso, foi restabelecida a ordem original dos grupos prioritários estipulada pelo Ministério da Saúde que prevê, por exemplo, que pessoas com comorbidades, ou seja, outras doenças, sejam imunizadas antes. Há uma exceção: os policiais e professores que já receberam a primeira dose continuarão tendo direito à segunda dose no prazo estabelecido, que varia de acordo com o fabrican

Via-O Globo

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas