Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Polícia investiga desabamento de calçada que deixou mais de 30 pessoas feridas em Joinville

Vítimas foram levadas a hospitais da cidade com ferimentos leves após caírem da estrutura que ficava abaixo galeria fluvial. Acidente ocorreu na noite de segunda-feira e área foi isolada.

_________________Publicidade_________________

A Polícia Civil vai investigar o desabamento de uma calçada em Joinville, no Norte catarinense, durante uma apresentação de Natal na noite de segunda-feira (22). Mais de 30 pessoas foram levadas a hospitais da cidade com ferimentos leves, após caírem da estrutura que ficava abaixo galeria fluvial.

Um vídeo mostrou o momento em que a estrutura cedeu (assista acima). O delegado Wanderson Alves, que estava de plantão na delegacia da cidade, esteve no local durante a noite e isolou a área para evitar possíveis novos desabamentos e preservar as provas.

Nesta manhã, às 10h, uma análise com perito especializado em engenharia será feita no espaço. A diretoria da Polícia Civil de Joinville deve decidir qual delegacia ficará responsável pelo inquérito policial, informou Alves.

“É um calçamento, que não tem peso, não passa carro. É estranho esse desabamento. Se você ver ali pelos vídeos, a população estava em pé, não estava pulando, não estava fazendo nada e ela [estrutura], simplesmente desabou”, disse.

Calçada cede em Joinville — Foto: Reprodução/TV Globo

Calçada cede em Joinville — Foto: Reprodução/TV Globo

Os 22 pacientes que foram encaminhados para o Hospital São José, e 11 feridos levados ao Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria tiveram alta hospitalar confirmadas nesta manhã.

Por questão de segurança, a prefeitura informou que a Avenida Doutor Albano Schulz (Beira-rio), no sentido Sul-Norte, permanecerá interditada e não há previsão de reabertura. O g1 SC tentou contato com a Defesa Civil para saber o que motivou a queda da estrutura e sobre o risco outros desabamentos, mas não houve retorno até as 9h30.

Rio Mathias

Nesta manhã, a prefeitura informou que engenheiros da prefeitura fizeram uma inspeção no local e perceberam que o acidente ocorreu no ponto de intersecção entre as galerias antigas do Rio Mathias e as obras de implantação das comportas, que fazem parte do projeto de macrodrenagem.

Por isso, laudos do desabamento serão avaliadas pela Procuradoria-Geral do Município para inclusão na ação condenatória que tramita desde o dia 8 de julho na Vara da Fazenda Pública da Comarca de Joinville e que busca o ressarcimento e a reparação por perdas e danos sofridos em decorrência das obras do Rio Mathias.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em andamento investiga a obra.

Evento seguiu

A cerimônia de Natal foi interrompida após o desabamento. No entanto, a prefeitura retomou o evento cerca de 40 minutos depois. Em nota, a prefeitura destacou que o prefeito Adriano Silva (Novo) iniciou a fala repassando “informações sobre o ocorrido para a população, agradecendo os profissionais que trabalharam no atendimento”.

A prefeitura informou à NSC TV que a galeria fluvial, que faz parte das obras de drenagem do Centro, não cedeu e não foi afetada pela queda. Técnicos da Defesa Civil e da Secretaria de Infraestrutura fizeram uma vistoria na noite desta segunda no local, inclusive por baixo da galeria, e a estrutura está intacta.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas