Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Polícia Civil prende dois por homicídio qualificado em Sena Madureira

_________________Publicidade_________________

*Ascom/Polícia Civil do Acre

Na tarde desta quarta-feira, 26, a Polícia Civil nonmunicicipio de Renan Madureira, distante cerca de 144km de 4io Branco efetuou a prisão de F. O. de A., 26 anos, e R. da S. M., 22 anos.

Contra os acusados pesam as acusações do crime de Homicídio Qualificado por motivo Fútil, Torpe e Recurso que Dificultou a Defesa da Vítima, Organização Criminosa e Corrupção de Menores previsto nos artigos: Art. 121, §2º, Inciso I, II e IV do CP, Art. 2º da Lei 12.820/13 e Art. 244-B do ECA.

No dia 7 de Abril de 2021 os dois denunciados teriam “ORDENADO” a morte Taylon Silva dos Santos, 17 anos, que foi atingido com disparos de arma na cabeça quadra poliesportiva no Bairro Ana Vieira.

A vítima demandou maiores cuidados médicos mais faleceu no dia 10.07.2021 na capital Rio Branco.

Por este crime já cumprem pena E.A. da S., 19 anos, que foi identificado como quem amarrou e efetuou os disparos de arma de fogo na cabeça da vítima na companhia de um menor de idade que cumpre medida socioeducativa no CSE Purus desde o dia 23.04.2021 e que, em sede de interrogatório policial, confessou o delito praticado.

Dando continuidade aos trabalhos de investigação policial ficou devidamente comprovado que F. O. de A., 26 anos, e R. da S. M., 22 anos foram as pessoas que DETERMINARAM a morte da vítima, em um julgamento sumário em uma residência no Bairro Ana Vieira.

São as pessoas que participam do Conselho da Organização Criminosa e possuem o poder de decisão aqueles quem possuíam o mando acerca do domínio da ação, domínio da vontade de terceiros e dominava a conduta criminosa.

Frisamos que estes dois acusados presos no dia de hoje, um deles cumpre Pena na Penitenciária Evaristo de Moraes e o outro recentemente foi recambiado desta unidade para a Penitenciária Antônio Amaro Alves, na capital Rio Branco.

Aquele já sustenta condenação por Tráfico de Drogas e Organização Criminosa e este já foi condenado pelo roubo de uma motocicleta nesta comarca e ainda é acusado do roubo qualificado de um carro que fazia o transporte alternativo de passageiros.

Nesse contexto, a Polícia Civil, reafirma o compromisso com a sociedade e desempenha sua função institucional no combate ao crime, em especial pelo momento agravado pela pandemia da COVID-19.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas