Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Polícia Civil alerta sobre golpe praticado em face de Lojistas

_________________Publicidade_________________

É cada vez mais comum as pessoas se utilizarem das redes sociais para divulgar sua empresa e vender seus produtos de maneira fácil, rápida e com custo bem reduzido para tal fim. Entretanto, é necessário que se tome alguns cuidados, alguns golpistas se utilizam desses canais de vendas para ludibriar suas vítimas e tirar ganhar dinheiro de forma desonesta. O texto a seguir trás detalhes que podem fazer toda diferença na hora de adquirir qualquer produto via canais de rede social de compra e venda.
O lojista deve ter muito cuidado ao efetuar compras de produtos anunciados na internet (OLX, Facebook, Instagram, etc.) com valores atraentes, pois os golpistas estão atuando nessa área também. Embora faça a atenção para os lojistas, esse golpe pode acontecer com qualquer pessoa que adquira produtos pela internet.

E como ocorre esse golpe?

  • O estelionatário publica um anúncio de venda na internet com valores de produtos bem atraentes;
  • A vítima, vislumbrada com os valores, faz contato com o suposto vendedor; normalmente esse contato, esse diálogo fica apenas por meio de aplicativos de mensagens, como por exemplo o WhatsApp, Messenger, Direct, Telegram, etc.; não há um contato direto ou ao menos uma chamada de vídeo para você saber com quem está falando e tirar print da imagem, do rosto do suposto vendedor;
  • O suposto vendedor negocia com o lojista ou qualquer comprador apenas por meio do WhatsApp, Messenger, Direct, Telegram ou qualquer outro aplicativo de mensagens;
  • Acertam a quantidade de produto desejada pelo lojista ou pelo comprador e fecham os valores e a forma de pagamento, o qual pode ser por meio de transferência, PIX, depósito ou mesmo pagamento de boleto;
  • A vítima transfere, faz PIX ou deposita a quantia ajustada para a conta bancária do golpista que, em regra, fica em outro município ou estado, ou ainda efetua o pagamento do valor negociado através de boleto, caindo em outro golpe que já vimos no programa, o do boleto falso;

Percebam que, por vezes, as modalidades de golpes se comunicam.

Quais são as medidas de prevenção que devemos ter?

1) Sempre que for realizar uma compra pela internet anote a URL (link), o qual está na barra de endereçamento do seu navegador de internet; eventual nome do perfil do usuário da rede social ou do serviço prestado pelos sites de compra e venda; o número do telefone, e-mail e qualquer outro dado que apareça no anúncio de venda do produto;

2) Nunca negocie a aquisição ou venda de produtos apenas por mensagens de texto – fale por telefone e vídeo chamada, gravando as conversas por meio de aplicativos que encontramos no play store (para celulares android) ou apple store (para celulares IOS);

3) Além de gravar o diálogo de áudio ou mesmo vídeo chamada, tire prints do histórico da chamada e, também, de eventual conversa realizada através de textos (nunca converse apenas por mensagens de texto);

4) Desconfie se no anúncio consta uma empresa e o vendedor envia dados de uma pessoa física;

5) Sempre solicite o CNPJ da empresa e, sendo pessoa física, peça o CPF, realizando as pesquisas dos respectivos números e nomes no Google e, também, no site da Receita Federal;

6) Antes de efetuar qualquer transferência ou depósito, pesquise o número da agência no Google e verifique em qual município e estado a agência bancária está sediada;

7) Compare a sede dessa agência bancária com o endereço da empresa ou da pessoa física pesquisada por você no Google e no site da Receita Federal;

8) Se houver divergência, não efetue a transação bancária e prefira comprar o produto de sites confiáveis.

Agora, caso você tenha sido vítima, você deve:

1) Fazer contato IMEDIATO com o seu banco para tentar bloquear o valor enviado ao golpista;

2) Separe as gravações de áudios e vídeos que você fez durante a negociação com o golpista;

3) Tire print do extrato de ligações, de áudio e/ou vídeo, e de eventual diálogo mantido por meio de texto com o estelionatário;

4) Anote o dia, hora e local em que você estava quando conversou com o golpista;

5) Procure uma Delegacia de Polícia Civil e registre um Boletim de Ocorrência, apresentando as gravações, os prints, o comprovante de transferência, PIX, depósito ou do pagamento de boleto, e ainda a URL (link), o nome do perfil, o número do telefone, o e-mail e demais dados que aparecia no anúncio.

Todo cuidado é pouco!
Sempre desconfie de valores atraentes!
Tenha em mente que o barato pode custar caro!

Ascom/Polícia Civil do Acre

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas