Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

PM de Goiás afasta policial que agrediu acreano com arma

_________________Publicidade_________________

O Comando da Polícia Militar de Goiás emitiu uma nota nesta quinta-feira, 12, afirmando que o policial militar que agrediu e ameaçou o jovem acreano Lucas Dourado, 23 anos, na última segunda-feira, 9, em Goiânia (GO), foi afastado de suas funções da corporação.

Na última segunda, em uma série de vídeos divulgados no Instagram, é possível ver e ouvir quando o policial militar agride o acreano Lucas Dourado com um tapa, sacou uma arma e o xingou de “viadão”. Os vídeos foram compartilhados pela própria vítima no Instagram.

“A Polícia Militar de Goiás reitera que não compactua com qualquer desvio de conduta praticado por seus membros e que o caso será apurado com o rigor devido”, diz em nota.

No vídeo, o PM dispara: “Por quê tá me olhando, viadão?”, em direção a Lucas, que em seguida diz que não estava olhando para ele [agressor], mas mesmo assim Lucas recebe uma ameaça: “Quer levar um tiro, viadão?”, diz o homem.

Em seguida, Lucas se apavora ao ver o homem puxando a arma em sua direção. Segundo informações, o homem do vídeo é um policial militar do 31° Batalhão de Goiânia, que se evadiu do local após a chegada de viaturas.

No Instagram, Lucas Dourado compartilhou o registro do Boletim de Ocorrência (BO). Em um longo texto divulgado nas redes sociais, Lucas relata as ameaças e mostra o vídeo das palavras proferidas pelo seu agressor.

“Eu me afastei e ele continuou com as agressões, me derrubou no chão, desferiu vários chutes e socos e continuou por longos e assustadores minutos com a arma na minha cabeça, ao alcance dos meus olhos, e eu só orava a Deus que me livrasse daquela situação, e até agora estou escutando o barulho ensurdecedor das palavras dele”, afirmou.

Segundo Lucas, o policial militar repetia palavras como “Eu vou te matar viado”, com com a arma encostando em seu rosto. “Eu não sei como tive forças para levantar e correr… ele subiu na moto, parou na calçada e ameaçou dizendo: ( com a arma apontando para mim e 2 amigas)- EU SOU DA POLÍCIA, VOCÊ NÃO SABE COM QUEM MEXEU, VOCÊ NÃO TEM IDEIA DO QUE EU SOU CAPAZ, EU SOU DONO DESTA ÁREA, EU MANDO AQUI, SEU VIADÃO EU VOU MATAR VOCÊ!!! SE VOCÊ DIVULGAR OU FALAR ALGO EU MATO VOCÊ! VOU FAZER UM POR UM! SEU VIADÃO DE MERDA. E saiu… na sua moto. Até agora eu não entendi como estou vivo. Foi horrível, momentos angustiantes e de muito medo. Simplesmente por eu ser gay. Procurei todos os meios cabíveis e não vou descansar enquanto não obtiver justiça! HOMOFOBIA é crime, ameaçar alguém é crime, fazer o uso de arma indevidamente é crime, abuso de autoridade mesmo não estando fardado/ a serviço, é crime!”, escreveu.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas